sicnot

Perfil

Mundo

Jovem encabeça "revolução capilar" na África do Sul

Dylan Reynders, 17 anos. Lidera uma espécie de "revolução capilar" em Joanesburgo, na África do Sul. Recusa-se a cortar o cabelo, como obrigam as regras da escola, e recorre à lei fundamental para dizer não.

Careca de saber as regras da escola, com as quais não concorda no que ao cabelo diz respeito, Dylan Reynders decidiu, durante as férias, debruçar-se sobre a constituição e regulamentos internos das escolas sul-africanas.

No regresso à escola, este mês, decidiu tomar uma posição: recusar-se a cortar o cabelo e recorreu à lei fundamental para dizer não. Aconteceu na Bryanston High School em Joanesburgo, conta a BBC.

Foi o rastilho para uma discussão que já dura há várias semanas. De acordo com as regras da escola, frequentada pelo jovem Dylan e citadas pela BBC, "o cabelo não pode tocar nas orelhas ou encaracolar e tocar no pescoço".

Questionado sobre as motivações deste protesto, o jovem explicou: "Basta. Já chega. Além do mais o meu cabelo não está assim tão comprido".

Apesar do apoio da família e do diretor da escola reconhecer-se a coragem, Dylan não se livrou de uma suspensão.

Já perdeu duas das três primeiras semanas de escola. Regressou à escola, de cabelo cortado e com um lugar no conselho estudantil onde irá ser debatida a "problemática".

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.