sicnot

Perfil

Mundo

Donald Trump propõe "grandes cortes" nos impostos para pobres, ricos e empresas

O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos da América Donald Trump revelou na segunda-feira o seu programa fiscal com "grandes cortes de impostos" para os cidadãos com menos recursos, os mais ricos e as empresas.

© Shannon Stapleton / Reuters


Numa conferência de imprensa na Torre Trump, em Manhattan, Nova Iorque, o magnata propôs "simplificar" o código fiscal e eliminar os subterfúgios a que recorrem atualmente os fundos de investimento e as multinacionais.

Entre as medidas propostas por Trump, que continua a liderar nas sondagens entre os republicanos, apesar de muito próximo do neurocirurgião reformado Ben Carson, destaca-se um corte da tributação máxima para as empresas dos 35% atuais para 15%.

Trump propõe também que quem ganhar mais de 150.001 dólares por ano e os casais que, entre os dois, aufiram 300.001 dólares anuais passem a pagar 25% em impostos, abaixo dos atuais 40%.

O magnata sugere ainda que as famílias mais carenciadas não paguem impostos, pelo que o seu plano isenta de deveres ficais todos os que ganhem menos de 25.000 dólares por ano ou casais que ganhem menos de 50.000 dólares entre os dois.

"Propomos um código fiscal incrível. Será simples, será fácil, será justo. Grandes cortes de impostos para os rendimentos médios e para a maioria dos norte-americanos", assegurou Trump durante a apresentação.

"Fará crescer a economia norte-americana a um nível que não se viu durante décadas", afirmou.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.