sicnot

Perfil

Mundo

Bashar al-Assad pede ajuda militar à Rússia

O Presidente sírio, Bashar al-Assad, pediu hoje ajuda militar à Rússia, de acordo com informação avançada pelo chefe de gabinete do Kremlin, Sergei Ivanov. Entretanto, o parlamento russo autorizou o seu Presidente, Vladimir Putin, a recorrer à força militar no estrangeiro, nomeadamente ataques aéreos na Síria.

Reuters

Assad "apelou para ao líder do nosso país ajuda militar", disse Ivanov, depois de os senadores russos terem dado a sua aprovação unânime para permitir que as Forças Armadas para realizar ataques aéreos na Síria, como havia sido solicitado pelo Presidente russo, Valdimir Putin.

Momentos antes, foi anunciado que o parlamento russo autorizou Putin a recorrer à força militar no estrangeiro. "O Conselho da Federação decidiu por unanimidade apoiar o pedido do Presidente. Estamos a falar da Síria", disse Sergei Ivanov em declarações televisivas.

A autorização surge após o pedido do Presidente russo aos senadores de uma autorização para usar um contingente militar no estrangeiro, dado que a Rússia se encontra em manobras diplomáticas e militares relativamente ao dossiê sírio.

Putin pediu ao Conselho da Federação, a câmara alta do parlamento, "autorização para recorrer a um contingente de Forças Armadas russas fora do território russo", indicou o Kremlin, em comunicado.

Com Lusa

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.