sicnot

Perfil

Mundo

Execução suspensa nos EUA após dúvidas sobre injeção letal

O governador do Estado norte-americano de Oklahoma ordenou esta quarta-feira a suspensão da execução de um homem, condenado à morte, nos últimos minutos antes de ser concretizada, devido a dúvidas sobre um dos produtos usados na injeção letal.

Familiares e apoiantes do condenado reuniram-se em protesto contra a execução, junto ao estabelecimento prisional.

Familiares e apoiantes do condenado reuniram-se em protesto contra a execução, junto ao estabelecimento prisional.

© Nick Oxford / Reuters

"Nos últimos minutos levantaram-se dúvidas sobre os produtos químicos utilizados na injeção letal", referiu o governador num comunicado, no qual adia a execução de Richard Glossip para 06 de novembro.

O governador Mary Fallin adiou a execução em 37 dias, "o tempo necessário" para esclarecer as dúvidas acerca do uso de acetato de potássio e assim assegurar "que está a cumprir plenamente os protocolos aprovados pelos tribunais federais".

A ordem do governador surge após o Supremo Tribunal norte-americano ter rejeitado um último apelo dos advogados de Richard Glossip.

A nota explica que o acetato de potássio deveria ser usado como a terceira "droga" no 'cocktail' da injeção letal.

Lusa

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Reis de Espanha enviam mensagem para funeral das vítimas portuguesas
    0:52
  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13