sicnot

Perfil

Mundo

Babuínos interrompem emissão de rádio no Zimbabué

Um grupo de babuínos interrompeu a emissão matinal de uma rádio local no sul do Zimbabué ao comer os cabos de fibra ótica, revela o jornal local Chronicle, citado pela Agência France Presse.

Mosa'ab Elshamy

O diretor da estação YA FM, Munyaradzi Hwengwere, percebeu que algo de estranho ocorrera quando a rádio ficou subitamente silenciosa na manhã de quarta-feira.

"Temos um rádio no estúdio e ele parou de emitir de repente. Primeiro pensei que era um corte de energia" - declarou Munyaradzi Hwengwere, numa alusão ao facto de o país atravessar uma grave crise energética - "mas depois vi que as luzes continuavam ligadas".

Perante a situação, foram contactados os técnicos da Tel-One (empresa de telecomunicações), que descobriram que a torre de transmissão, localizada numa área montanhosa, tinha sido atacada por babuínos.

"Foi-me dito que pelo menos cinco deles comeram os cabos", revelou o diretor da estação.

A emissão matinal da YA FM - uma nova estação a emitir desde o fim de semana a partir de Zvishavane, uma cidade mineira no sul do país - ficou interrompida por uma hora, o que causou à estação perdas de 1.200 dólares (pouco mais de 1.000 euros) em receitas de publicidade.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.