sicnot

Perfil

Mundo

El Portugués, líder de gangue em Caracas, morto em troca de tiros com polícia

Um luso-descendente, alegado cabecilha de um grupo de sequestradores, foi morto quinta-feira à noite em Caracas (madrugada desta quinta-feira em Lisboa), numa troca de tiros com as autoridades, informaram fontes policiais.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Tomas Bravo / Reuters

A troca de tiros ocorreu dentro do centro comercial El Tolón, em Las Mercedes, Baruta (leste de Caracas) e, além de Victor Manuel da Câmara, o luso-descendente que era conhecido localmente conhecido como "El Portugués", foi também abatido mais um membro do gangue, tendo sido detidas seis pessoas, acrescentaram as fontes.

Em declarações aos jornalistas, o presidente da Câmara Municipal de Baruta, Gerardo Blyde, disse que a troca de tiros ocorreu quando o gangue notou que estava a ser perseguido pela polícia e se refugiou na zona de estacionamento do centro comercial.

"Funcionários do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc, antiga Polícia Técnica Judiciária) vinham seguindo os passos destes homens, desde há vários dias, pois pertenciam a um grupo que se dedicava ao sequestro (de pessoas), ao roubo de viaturas, de quintas, entre outros delitos", disse o autarca.

Segundo Blyde, "El Portugués" liderava um grupo de criminosos e era o "homem de confiança" de Mini Joe, criminoso que recentemente conseguiu fugir da Penitenciaria Geral da Venezuela (sul de Caracas) e morreu igualmente numa troca de tiros com as autoridades, sendo suspeito de estar envolvido nalguns dos ataques com explosivos, ocorridos no último fim de semana, contra várias esquadras policiais.

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.

  • "Um ataque e uma humilhação contra o povo catalão"
    1:35