sicnot

Perfil

Mundo

Austrália vai reforçar leis antiterrorismo para travar jovens 'jihadistas'

O Governo australiano anunciou hoje a intenção de reforçar as leis antiterrorismo para apertar a vigilância de presumíveis 'jihadistas' adolescentes e evitar o seu recrutamento por parte de organizações extremistas.

MARK BAKER

A proposta de lei, que vai ser apresentada no próximo mês no parlamento, prevê a redução da idade para aplicar as ordens de controlo de 16 para 14 anos, apesar de limitar a atuação da polícia nos interrogatórios de menores.

"Infelizmente, o alcance do Estado Islâmico (EI) e os substitutos e agentes do EI na Austrália está a estender-se entre os jovens", afirmou o procurador-geral, George Brandis, à cadeia televisiva ABC.

A proposta é a quinta tranche de um pacote de leis antiterroristas que inclui o alargamento de poderes das agências de segurança ou medidas contra os australianos que viajam para o estrangeiro para combater junto de movimentos radicais como o EI.

Outra das leis, que entra hoje em vigor, obriga as empresas de telecomunicações a reter dados dos seus clientes durante dois anos.

Entretanto, o governo do estado australiano de Nova Gales do Sul propõe conceder mais poderes aos tribunais para reterem informação sensível relacionada com os suspeitos de terrorismo, e a detenção dos mesmos sem acusação até 28 dias.

As leis vigentes limitam o tempo de detenção a quatro horas, a menos que seja emitida uma ordem judicial para estender esse período até aos oito dias.

Lusa

  • "De hoje em diante, só a América virá em primeiro lugar"
    3:20
  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39

    Mundo

    As primeiras decisões da era Trump não tardaram. O 45.º Presidente dos Estados Unidos da América já avançou com algumas medidas, entre elas, a confirmação dos nomes que vão compor a nova administração e a criação do Dia do Patriotismo.

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.