sicnot

Perfil

Mundo

Grupo de "hipsters" confundido por radicais do Estado Islâmico

Um grupo de homens barbudos que posavam para a fotografia com uma bandeira negra numa localidade rural da Suécia foi confundido por militantes do Estado Islâmico. A polícia foi chamada ao local.

http://beardedvillainssweden.se/

Andreas Fransson estava com os amigos nas ruínas do Castelo Brahehus, no sul da Suécia. Consigo tinham uma bandeira negra, quando foram surpreendidos por dois polícias.

"Disse-nos que um motorista afirmou ter visto um encontro de terroristas do Estado Islâmico", conta Fransson, que trabalha na Bearded Villains, uma organização de caridade.

Os dois polícias acabaram por dar uma "bela gargalhada" quando se aperceberam da situação e regressaram ao carro patrulha "com um sorriso nos lábios", conta.

Fransson admitiu, porém, que a bandeira da organização que representa pode facilmente ser confundida pela do grupo terrorista.

"Pertencemos a um clube que é parte de uma associação criada nos Estados Unidos - a Bearded Villains -, que luta contra a injustiça, a homofobia, o racismo e a opressão. A bandeira passa de clube em clube por todo o mundo e tiramos fotografias com ela para mostrar a nossa comunidade", explica.

"Foi um incidente engraçado, mas é uma vergonha sermos associados ao Estado Islâmico, dado o nosso trabalho de caridade", diz Fransson.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.