sicnot

Perfil

Mundo

Angola acusa entidades estrangeiras de querem provocar o caos e a desordem

O governo angolano diz que há entidades estrangeiras a incentivar o caos e a desordem no país. Sem especificar quais são essas entidades, o vice-presidente angolano, Manuel Vicente, diz que elas querem provocar "a queda dos partidos políticos com que não simpatizam".

O vice-presidente angolano Manuel Vicente

O vice-presidente angolano Manuel Vicente

© Carlo Allegri / Reuters

As declarações de Manuel Vicente foram proferidas durante o habitual discurso à Nação, na abertura do Parlamento, que pela primeira vez, foi feito pelo presidente José Eduardo dos Santos.

O vice-presidente destacou também um empréstimo concedido a Angola pela China no valor de cinco mil e 200 milhões de euros.

Manuel Vicente disse ainda que as previsões do governo apontam não para uma recessão mas antes para um crescimento de quatro por cento da economia.

Recorde-se que a crise petrolífera que se faz sentir no país está a pôr em risco inúmeras empresas portuguesas para as quais Angola é um dos maiores mercados externos.

  • SAD do Benfica duplica lucros

    Desporto

    O Benfica fechou a época passada com lucros de 44,5 milhões de euros, mais do dobro do registado na época anterior. São os mais elevados de que há registo.

  • Peritos mundiais debatem doenças neurodegenerativas em Lisboa
    3:04
  • "O Benfica é atacado e não há ninguém que fale e que dê a cara?"
    6:05
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    Depois do artigo publicado no blog "Geração Benfica", Rui Gomes da Silva reiterou esta segunda-feira, em O Dia Seguinte da SIC Notícias, algumas das críticas à estrutura do clube. O antigo vice-presidente do Benfica defendeu Luís Filipe Vieira, Rui Vitória e Nuno Gomes. E acusou novamente Rui Costa de passividade e os vice-presidentes de não darem a cara. 

  • Governo aconselha pais a fazerem queixa de manuais em mau estado
    2:31
  • Acha que este padre sabe dançar?
    2:22