sicnot

Perfil

Mundo

Angola acusa entidades estrangeiras de querem provocar o caos e a desordem

O governo angolano diz que há entidades estrangeiras a incentivar o caos e a desordem no país. Sem especificar quais são essas entidades, o vice-presidente angolano, Manuel Vicente, diz que elas querem provocar "a queda dos partidos políticos com que não simpatizam".

O vice-presidente angolano Manuel Vicente

O vice-presidente angolano Manuel Vicente

© Carlo Allegri / Reuters

As declarações de Manuel Vicente foram proferidas durante o habitual discurso à Nação, na abertura do Parlamento, que pela primeira vez, foi feito pelo presidente José Eduardo dos Santos.

O vice-presidente destacou também um empréstimo concedido a Angola pela China no valor de cinco mil e 200 milhões de euros.

Manuel Vicente disse ainda que as previsões do governo apontam não para uma recessão mas antes para um crescimento de quatro por cento da economia.

Recorde-se que a crise petrolífera que se faz sentir no país está a pôr em risco inúmeras empresas portuguesas para as quais Angola é um dos maiores mercados externos.

  • Luaty Beirão satisfeito com sinais de mudança de paradigma em Angola
    4:03

    Mundo

    Sete meses depois da tomada de posse de João Lourenço como presidente de Angola, o país vive um tempo de revoluções. Mudanças inéditas que, nas palavras do ativista Luaty Beirão, permitem ter esperança num futuro melhor. O músico esteve em Lagos, a convite da Câmara Municipal, para falar sobre Livros e Liberdade.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27