sicnot

Perfil

Mundo

Elefante de tamanho invulgar morto por caçador no Zimbabué

Um turista alemão matou hoje um dos maiores elefantes vistos nos últimos anos no Zimbabué, anunciaram grupos de defesa dos animais, reacendendo o debate sobre o 'turismo de caça' em África.

Tsvangirayi Mukwazhi

O caçador, não identificado, terá pago 60 mil dólares para matar o elefante, que tinha pelo menos 50 anos, numa propriedade privada perto da fronteira com a África do Sul, desencadeando protestos dos operadores turísticos e de grupos de conservação da natureza.

A notícia surge depois de, neste verão, um médico norte-americano ter matado um dos leões mais conhecidos em África, o 'Cecil', lançando um debate sobre o turismo de caça no continente africano.

"Este elefante tinha mais de 50 anos e foi atingido mortalmente a tiro fora do Parque Nacional de Gonarezhou na quinta-feira", disse à AFP o presidente da Associação de Operadores Turísticos de Safari do Zimbabué, Emmanuel Fundira.

O responsável acrescentou que o elefante era "tão grande que as suas presas quase batiam no chão quando ele estava em pé", acrescentando: "Nunca vimos um animal tão grande".

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.