sicnot

Perfil

Mundo

Israelitas atacados por palestinianos na Cisjordânia

Israelitas, que se deslocaram ao Túmulo de José na Cisjordânia ocupada foram atacados por palestinianos antes de serem retirados por soldados, disse hoje o exército israelita.

© Ammar Awad / Reuters

Os israelitas entraram em Nablus para orar junto do Túmulo e José sem autorização do exército durante esta madrugada e, uma vez no local, foram atacados por palestinianos, indicou um porta-voz militar.

De seguida, foram retirados em segurança por soldados israelitas em coordenação com os polícias palestinianos destacados no local, acrescentou.

Segundo a rádio do exército, os israelitas figuravam entre os entre 30 e 35 que foram detidos pela polícia israelita por se terem infiltrado sem autorização prévia do exército em Nablus.

Dezenas de palestinianos atearam fogo, na sexta-feira, ao Túmulo de José, em Nablus, por via do lançamento de 'cocktails Molotov', de acordo com a polícia palestiniana.

O denominado túmulo do patriarca José é venerado há séculos por cristãos, judeus e muçulmanos.

O exército israelita retirou-se do local no início da Segunda Intifada (em setembro de 2000), que desde então ficou nas mãos da Autoridade Nacional Palestiniana (ANP).

O mausoléu encontra-se na "zona A", onde a ANP tem pleno controlo administrativo e de segurança, de acordo com a divisão territorial estabelecida nos Acordos de Oslo de 1993.

Contudo, o exército israelita supervisiona em coordenação com a ANP o acesso de fiéis judeus que pretendem orar no local do cenotáfio, onde se venera o bíblico patriarca mencionado no Antigo Testamento, cujas visitas são vistas por muitos palestinianos como provocação.

A região vive uma onda de violência há 15 dias que já resultou na morte de pelo menos 33 palestinianos (13 dos quais atacante ou supostos atacantes) e sete israelitas, na cadeia de atentados, na maioria de palestinianos contra israelitas.

A onda de violência em Israel e nos territórios palestinianos nas últimas duas semanas tem feito aumentar o receio de um terceiro levantamento popular palestiniano, depois dos de 1987-1993 e 2000-2005, que causaram milhares de mortos.

Lusa

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.