sicnot

Perfil

Mundo

Brasileiro que morreu no voo Lisboa-Dublin tinha ingerido cápsulas de cocaína

O jovem de 24 anos que morreu no domingo no voo Lisboa-Dublin - que inicialmente se pensou ser português - foi vítima de overdose quando uma das cápsulas de cocaína que ingeriu rebentou no estômago, segundo a autópsia revelada pelo jornal Irish Times.

© Paul McErlane / Reuters

John Kennedy Santos Gurjão ingeriu 80 cápsulas com droga, cerca de 0,8 kg. De acordo com o jornal, as autoridades irlandesas estão ainda a fazer análises toxicológicas mas têm quase a certeza que se trata de cocaína o que, a confirmar-se, teria no seu organismo droga no valor de 56 mil euros.

Em conjunto com as autoridades portuguesas e brasileiras, a Gardaí, polícia irlandesa, está a tentar reconstituir as movimentações de John Gurjão, e determinar quando terá ingerido as cápsulas.

O voo EI 485 Lisboa-Dublin teve de ser desviado para Cork quando John Gurjão começou a ficar agitado. A tripulação teve de o algemar, ainda foi assistido por um médico e por uma enfermeira que estavam a bordo mas acabou por ficar inconsciente. Morreu já no aeroporto de Cork e foi depois levado para o Hospital da Universidade de Cork.

Um outro passageiro que foi ferido na mão, alegadamente mordido enquanto tentava segurar o jovem português, foi tratado no mesmo hospital.

Mulher investigada por suspeita de cumplicidade

Aparentemente John Gurjão viajava sozinho mas alguns passageiros referiram que o viram a falar com uma outra passageira, ainda no aeroporto de Lisboa. No aeroporto de Cork, quando a polícia irlandesa a questionou e revistou as malas, encontrou 1,8 kg de um pó branco.

A angolana, de 44 anos, com passaporte português e residência em Dublin, foi então detida ao abrigo da lei do tráfico de droga, por suspeita de transportar anfetaminas. As análises posteriores confirmaram o que a senhora alegava: que se tratava de bicarbonato de sódio.

Segunda-feira à noite a Gardaí ainda a interrogou para saber se tinha alguma ligação com John Gurjão e se sabia alguma coisa sobre as drogas que o brasileiro tentou fazer entrar na Irlanda.