sicnot

Perfil

Mundo

Passagem do tufão Koppu pelas Filipinas faz 22 mortos

Chuvas intensas continuam a cair nas Filipinas, inundando campos agrícolas e zonas montanhosas do norte, causadas pela passagem do tufão Koppu, que matou pelo menos 22 pessoas no país.

© Romeo Ranoco / Reuters

O Koppu perdeu força e tornou-se uma tempestade tropical, movendo-se para o Mar do Sul da China hoje de manhã, mas chuvas intensas continuam a fazer-se sentir no norte das Filipinas, onde milhares de pessoas ficaram sem casa.

"As águas subiram muito rapidamente, mas felizmente fomos salvos", disse à AFP Lourdes Gatmaitan, de 64 anos, depois de ter dormido num campo de basquetebol usado como centro de evacuação em Cabanatuan, uma cidade a cerca de três horas de Manila.

O Koppu, a segunda tempestade mais forte a atingir as Filipinas este ano, afetou cerca de 300 mil pessoas na ilha de Luzon, informou a agência oficial de gestão de desastres.

Pelo menos 22 pessoas morreram devido às cheias, deslizamentos de terras, acidentes de barco e projeção de destroços.

Nas principais regiões agrícolas, o nível das águas chegou a subir até aos telhados. Hoje, mais de 200 localidades ficaram inundadas, algumas debaixo de um metro de água, de acordo com as autoridades locais.

Lusa

  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.