sicnot

Perfil

Mundo

Primeiros filhos "são mais espertos" que os seguintes

Os primeiros filhos são normalmente mais espertos que os seguintes, sugere um estudo da Universidade de Leipzig. A explicação, sustenta, não é a biologia, mas sim a educação.

ap

São essencialmente dois os fatores que sustentam a investigação:

- Os filhos mais velhos normalmente ensinam os mais novos;

- Os mais velhos têm mais atenção dos pais enquanto são filhos únicos.

"Enquanto que o primeiro tem a atenção parental plena, pelo menos durante alguns meses ou anos, os seguintes têm de partilhá-la desde o início. Outro fator possível é descrito como a 'hipótese da tutoria': os mais velhos ensinam os mais novos e explicam-lhes como as coisas funcionam", esclarece Julie Rohrer, co-autora da investigação, que se baseia na análise de três estudos, nos quais estiveram envolvidas mais de 20 mil pessoas.

"Ensinar outras pessoas requer exigências cognitivas elevadas - as crianças têm de se relembrar dos seus próprios conhecimentos, estruturá-los e pensar numa boa forma de o explicar, o que pode significar numa melhoria da inteligência para alguns", acrescenta.

  • Cavaco apela ao voto contra a eutanásia
    1:09

    País

    A eutanásia será discutida no Parlamento na terça-feira e os deputados do PS e PSD terão liberdade de voto. O PCP e CDS já se anteciparam e garantem que vão votar contra. Cavaco Silva é outra voz crítica em relação a esta questão. O ex-Presidente da República diz que é a decisão mais grave que os deputados podem tomar e apela que nas legislativas de 2019 não se vote nos partidos que forem a favor da morte medicamente assistida.

  • Papa terá pedido a bispos que rejeitem seminaristas homossexuais
    1:15
  • Duquesa de Sussex já tem brasão

    Harry & Meghan

    O Palácio de Kensington apresentou esta sexta-feira o brasão da Duquesa de Sussex, Meghan Markle. O brasão foi criado pelo College of Arms mas teve a ajuda da duquesa para que este fosse "pessoal e representativo".

    SIC

  • Moradores de Lake Worth recebem alerta para invasão de mortos-vivos

    Mundo

    E se de repente recebesse uma mensagem que alertava que a sua cidade estava a ser atacada por mortos-vivos? Foi o que aconteceu com os moradores da cidade norte-americana de Lake Worth, que foram surpreendidos durante a madrugada por uma mensagem de emergência dos serviços estatais, que os avisava de "atividade extrema de mortos-vivos".

    SIC