sicnot

Perfil

Mundo

Regime de al-Assad e oposição contribuem para destruição da herança cultural síria

O Estado Islâmico não é o único grupo que tem destruído o património cultural da Síria, revela um novo estudo norte-americano, hoje publicado. O regime sírio e forças da oposição também têm um papel relevante na destruição, de acordo com o estudo liderado por um especialista em arqueologia do Médio Oriente da Universidade de Dartmouth.

EPA/ Arquivo

EPA/ Arquivo

YOUSSEF BADAWI / EPA

As conclusões deste estudo, publicadas na revista Near Eastern Archaeology, baseiam-se na análise de imagens satélite de 1.300 dos 8.000 locais de valor arqueológico da Síria.

A atenção da comunicação social "gerou a ideia errada de que o Estado Islâmico é o principal culpado no que toca a pilhagens", disse Jesse Casana, professor em Dartmouth.

"Utilizando imagens de satélite, a nossa investigação mostrou que o saque é, na verdade, muito comum em todas as partes da Síria", apontou.

A investigação concluiu que mais de 26% dos locais que apresentavam sinais de pilhagem estavam em zonas controladas por curdos ou outros grupos da oposição.

Cerca de 21% dos locais que foram alvo de saque estavam em zonas sob o controlo do Estado Islâmico e 16,5% em áreas ocupadas pelo regime sírio.

Lusa

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.