sicnot

Perfil

Mundo

Justin Trudeau, o primeiro #PMILF do mundo

GALERIA DE FOTOS

Justin Trudeau pôs fim a quase uma década de governo conservador, conseguiu uma esmagadora maioria para o Partido Liberal, estas eleições, no Canadá, e é o primeiro PMILF do mundo. O mundo está excitado com estes resultados.

Justin Trudeau durante o discurso de vitória

Justin Trudeau durante o discurso de vitória

© Jim Young / Reuters

Justin Trudeau e a mulher no dia da vitória do Partido Liberal

Justin Trudeau e a mulher no dia da vitória do Partido Liberal

© Chris Wattie / Reuters

Justin Trudeau com um apoiante durante a campanha eleitoral

Justin Trudeau com um apoiante durante a campanha eleitoral

© Chris Wattie / Reuters

Justin Trudeau e o filho mais novo

Justin Trudeau e o filho mais novo

© POOL New / Reuters

Justin Trudeau e a mulher Sophie

Justin Trudeau e a mulher Sophie

© Chris Wattie / Reuters

Justin Trudeau tomou posse esta quarta-feira.

Justin Trudeau tomou posse esta quarta-feira.

© Chris Wattie / Reuters

Lembra-se do histórico som estridente dos milhares de fãs dos Beatles? É mais ou menos esse o efeito Justin Trudeau.

E não é (só) pelo que defende, politicamente falando, nem apenas no Canadá. O mundo está fascinado com Justin. De tal maneira que, nas redes sociais, já existe um hashtag, digamos, sugestivo.

Trata-se de #PMILF, ou seja "Prime Minister I´d Like To Fuck", que, numa tradução "polida" em português, quer dizer algo como "primeiro-ministro que gostava de levar para a cama".

"Sexy", "hot", "good looks" descrevem o recém-eleito primeiro-ministro canadiano um pouco por toda a internet. Nada que pareça preocupar Sophie Gregoire-Trudeau a quem Justin entregou o coração em 2005.

Sophie é jornalista, ativista e professora de Ioga e o seu nome foi o primeiro a ser pronunciado no dia da vitória. O casal tem três filhos de oito, seis e um ano.

A política corre-lhe no sangue. Justin é filho do antigo primeiro-ministro Pierre Trudeau que liderou o parlamento canadiano entre 1968 a 1979.

.

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.