sicnot

Perfil

Mundo

Saudita decapitado, 137ª execução no reino desde o início de 2015

Um saudita condenado à morte sob a acusação de assassínio foi hoje decapitado com espada na região de Riade, elevando para 137 o número de pessoas executadas em 2015 na Arábia Saudita.

Um comunicado do ministério do Interior publicado pela agência oficial SPA indica que Mohamed Ben Turki al-Qahtani foi considerado culpado pela morte do seu compatriota Khaled Ben Fahd al-Qahtani, atingido a tiro na sequência de um diferendo.

Uma estimativa da agência noticiosa AFP, baseada nos comunicados oficiais, indica que a decapitação hoje registada foi a 137.ª concretizada no reino desde o início de 2015.

Este balanço ultrapassa largamente o total de execuções durante todo o ano de 2014, quando 87 sauditas e estrangeiros foram executados.

Morte, violação, assalto à mão amada, apostasia e tráfico de droga são passíveis com a pena capital neste país regido por uma rigorosa versão da 'charia', a lei islâmica.

As autoridades sauditas invocam a dissuasão como argumento decisivo para justificar a pena de morte.

A Amnistia Internacional (AI) refere que a Arábia Saudita se encontra entre os países que procedem a um maior número de execuções, e onde se incluem China, Estados Unidos, Irão e Iraque.

Lusa

  • Milhares protestam contra Donald Trump no Dia do Presidente
    1:55

    Mundo

    Milhares de pessoas voltaram a protestar contra Donald Trump, nos Estados Unidos da América. As marchas em várias cidades aconteceram no feriado que assinala o Dia do Presidente. Os manifestantes exigiram a destituição do chefe de Estado.

  • O mistério da morte do meio irmão de Kim Jong-un
    2:32
  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Homens e mulheres nas tarefas domésticas
    2:09

    País

    Nas gerações mais novas, já há sinais de mudança na divisão e partilha de tarefas em casa. No entanto, entre os mais velhos, as tarefas de casa são quase sempre obrigação da mulher. A igualdade entre homens e mulheres é ainda miragem dentro de casa e em termos de salários.