sicnot

Perfil

Mundo

Partido Socialista Francês critica Cavaco Silva e apoia António Costa

O primeiro secretário do Partido Socialista Francês (PSF), Jean-Christophe Cambadélis, criticou hoje a decisão do Presidente da República, Cavaco Silva, de indigitar Pedro Passos Coelho primeiro-ministro e advertiu para os riscos de instabilidade política em Portugal.

© Stephane Mahe / Reuters

Esta posição do responsável máximo executivo do PSF foi transmitida num comunicado intitulado "Portugal: A direita deve respeitar a democracia", no qual se defende a viabilidade de um Governo liderado pelo secretário-geral do PS, António Costa, suportado por outras forças de esquerda.

"Apesar de haver uma clara maioria de deputados de esquerda [na Assembleia da República], o Presidente [da República] conservador decidiu nomear o primeiro-ministro cessante de direita", refere o primeiro secretário do PSF, salientando depois que no novo quadro político português há "uma coligação de esquerda pronta para governar, liderada por António Costa".

Na sequência desta decisão do Presidente da República, o primeiro secretário do PSF adverte que a direita portuguesa "corre o risco" de provocar uma situação "de instabilidade, porque o seu Governo não tem maioria".

"O argumento - como o de ser credível perante os mercados e as instituições financeiras - indicia um desdém real em relação à vontade popular", defende Jean-Christophe Cambadélis.

O primeiro secretário do PSF manifesta em seguida o seu apoio ao PS na constituição de uma "alternativa política corporizada pelos socialistas", suportada por uma coligação esquerda.

Lusa

  • Cavaco considera alternativa de esquerda inconsistente
    2:36

    País

    O Presidente da República indigitou Passos Coelho como primeiro ministro. Num discurso muito crítico para os partidos da esquerda, feito ontem à noite no Palácio de Belém, Cavaco Silva lamentou a falta de entendimento entre PSD, CDS e PS.

  • Portas elogia discurso "corajoso" de Cavaco Silva
    1:03

    Novo Governo

    Paulo Portas diz que Cavaco Silva cumpriu uma tradição democrática que tem 40 anos, a de indigitar o vencedor das eleições. O presidente do CDS-PP considera que foi uma decisão de bom senso e lembra que agora é preciso haver compromissos entre vencedores e derrotados. Portas classifica ainda o discurso do Presidente da República como corajoso.

  • Arranque da legislatura marcado por reações ao discurso de Cavaco
    2:35

    Novo Governo

    O discurso do Presidente da República marcou esta manhã o arranque da legislatura, nos corredores do Parlamento. De um lado, os aplausos dos deputados do PSD, do outro vários deputados do PS a acusar Cavaco Silva de ingerência nos poderes do parlamento. António Costa não quis acrescentar uma palavra ao que disse ontem.

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.