sicnot

Perfil

Mundo

Furacão "Patrícia" desce para categoria 4 no avanço pelo México

O furacão "Patrícia" desceu para a categoria 4 na escala Saffir-Simpson, depois de ter tocado terra ainda com nível 5, o mais elevado, com as autoridades ainda alerta para os potenciais efeitos do fenómeno, informou o Serviço Meteorológico Nacional.

Ulises Ruiz Basurto/ EPA

Pelas 22:15 de sexta-feira (04:15 de hoje em Lisboa), o "Patrícia" movia-se sobre terra, afetando as populações de Talpa de Allende, Ayutla, Gallinero, Atengo e Mixtlán, do estado de Jalisco, informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

"Prevê-se que continue a ser um furacão intenso durante o resto da noite, provocando chuvas intensas a torrenciais, violentas rajadas de vento e ondulação elevada nos estados do Pacífico central", advertiu o organismo.

O furacão encontra-se a 30 quilómetros de Talpa de Allende e a 75 quilómetros de Puerto Vallarta, e avança na direção nor-noroeste a 31 quilómetros por hora.

O "Patrícia" gera agora ventos de 215 quilómetros por hora e rajadas de 260, indicou o SMN.

As previsões indicam que o furacão vai passar a tempestade tropical pelas 07:00 de sábado (13:00 em Lisboa), localizando-se, nessa altura, a 50 quilómetros de Valparaíso, com ventos de 110 quilómetros por hora e rajadas de 140.

O "Patrícia", um furacão considerado "extremamente perigoso", tocou terra cerca das 18:00 locais de sexta-feira (00:00 em Lisboa), no estado de Jalisco.

Num comunicado ao país, o Presidente mexicano Enrique Peña Nieto salientou o facto de o "Patrícia" não estar a ser tão devastador quanto era esperado: "As primeiras informações confirmam que os danos estão a ser menores que os esperados para um furacão desta magnitude".

Lusa

  • México assiste a primeiros efeitos do furacão
    1:42

    Mundo

    Os primeiros efeitos da tempestade no México já se fazem sentir com chuvas e ventos fortes e ondas superiores a 10 metros. O furacão "Patrícia" é descrito como "potencialmente catastrófico" e há previsões de que possa ser o mais grave de sempre da história.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.