sicnot

Perfil

Mundo

Furacão "Patrícia" desce para categoria 4 no avanço pelo México

O furacão "Patrícia" desceu para a categoria 4 na escala Saffir-Simpson, depois de ter tocado terra ainda com nível 5, o mais elevado, com as autoridades ainda alerta para os potenciais efeitos do fenómeno, informou o Serviço Meteorológico Nacional.

Ulises Ruiz Basurto/ EPA

Pelas 22:15 de sexta-feira (04:15 de hoje em Lisboa), o "Patrícia" movia-se sobre terra, afetando as populações de Talpa de Allende, Ayutla, Gallinero, Atengo e Mixtlán, do estado de Jalisco, informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

"Prevê-se que continue a ser um furacão intenso durante o resto da noite, provocando chuvas intensas a torrenciais, violentas rajadas de vento e ondulação elevada nos estados do Pacífico central", advertiu o organismo.

O furacão encontra-se a 30 quilómetros de Talpa de Allende e a 75 quilómetros de Puerto Vallarta, e avança na direção nor-noroeste a 31 quilómetros por hora.

O "Patrícia" gera agora ventos de 215 quilómetros por hora e rajadas de 260, indicou o SMN.

As previsões indicam que o furacão vai passar a tempestade tropical pelas 07:00 de sábado (13:00 em Lisboa), localizando-se, nessa altura, a 50 quilómetros de Valparaíso, com ventos de 110 quilómetros por hora e rajadas de 140.

O "Patrícia", um furacão considerado "extremamente perigoso", tocou terra cerca das 18:00 locais de sexta-feira (00:00 em Lisboa), no estado de Jalisco.

Num comunicado ao país, o Presidente mexicano Enrique Peña Nieto salientou o facto de o "Patrícia" não estar a ser tão devastador quanto era esperado: "As primeiras informações confirmam que os danos estão a ser menores que os esperados para um furacão desta magnitude".

Lusa

  • México assiste a primeiros efeitos do furacão
    1:42

    Mundo

    Os primeiros efeitos da tempestade no México já se fazem sentir com chuvas e ventos fortes e ondas superiores a 10 metros. O furacão "Patrícia" é descrito como "potencialmente catastrófico" e há previsões de que possa ser o mais grave de sempre da história.

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC