sicnot

Perfil

Mundo

Maduro compromete-se a respeitar resultado das eleições venezuelanas

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, assinou na segunda-feira um acordo, perante o Conselho Nacional Eleitoral (CNE), em que se compromete a respeitar os resultados das eleições de 06 de dezembro.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Hoje assinei por milhões de pessoas, de homens, de indígenas, de militares, que queremos paz, independência, uma República livre, que queremos respeito pela Constituição. Não é uma assinatura protocolar, não é uma assinatura como parte de uma campanha, é um compromisso de respeito e para fazer respeitar a vontade popular nas eleições", afirmou, depois de assinar o documento.

As eleições de dezembro serão, segundo vários analistas, uma dura prova para o "chavismo" (que Maduro representa) devido à crise económica, à inflação, à insegurança e aos problemas de abastecimento no país.

Desde há várias semanas que Nicolás Maduro e as forças que integram o Gran Polo Patriótico (que o apoiam) têm insistido na necessidade de todos os partidos que vão participar nas eleições assinarem um acordo em que se comprometem a respeitar os resultados do escrutínio.

A oposição insiste em que ao participar no processo eleitoral está a aceitar a legalidade do Conselho Nacional Eleitoral e do processo, pelo que não é necessário assinar tal acordo.

Maduro considerou hoje que a oposição está à procura de uma solução não eleitoral e que "a revolução bolivariana declara-se em emergência, com um plano anti-golpe, para garantir a vitória eleitoral".

"Esta revolução não será traída nem entregue, jamais", sublinhou.

Lusa

  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser "derrotada como todos os outros"

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • António Guterres, "o governante mais amado desde sempre em democracia"
    2:27

    País

    António Guterres foi distinguido com o grau de honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia decorreu esta manhã e contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que Guterres foi o governante mais amado da democracia portuguesa.