sicnot

Perfil

Mundo

Príncipe saudita acusado de abuso sexual e cativeiro

Três norte-americanas alegam ter sido alvo de abusos de cariz sexual por parte de um príncipe saudita que as manteve em cativeiro durante três dias numa festa numa mansão em Beverly Hills, nos Estados Unidos da América (EUA).

As autoridades de Los Angeles indicaram que não iriam avançar com acusação criminal por falta de provas

As autoridades de Los Angeles indicaram que não iriam avançar com acusação criminal por falta de provas

© Fred Prouser / Reuters

As mulheres, que não foram identificadas, intentaram uma ação em Los Angeles contra Majed Abdulaziz Al Saud, de 29 anos, na qual indicam terem sido contratadas pelo príncipe como empregadas domésticas no final do mês de setembro.

Segundo a ação, interposta na passada quinta-feira, o príncipe aterrorizou as mulheres e teve comportamentos sexuais com elas.

A determinada altura, também terá alegadamente ordenado ao seu pessoal, incluindo seguranças, para se despirem junto à piscina porque queria ver toda a gente nua.

Quando uma das mulheres lhe pediu que parasse, terá supostamente gritado: "Não és uma mulher! Não és ninguém! Sou um príncipe e faço o que quero".

A mulher também alega que viram o príncipe em atos sexuais com outro homem e a inalar um pó branco que acreditam ser cocaína.

"Al Saud ameaçou violentamente e agrediu sexualmente os seus funcionários e envergonhou publicamente estas mulheres inocentes à vista de todos", disse, esta segunda-feira, o advogado das três mulheres, Van Frish, à agência AFP.

A agência noticiosa francesa indica não ter conseguido contactar o advogado do príncipe.

Segundo Van Frish, o suposto calvário acabou quando alguém chamou a polícia depois de ouvir uma outra mulher a gritar enquanto tentava escalar o muro da mansão.

O príncipe foi detido por alegadamente ter tentado forçar essa mulher a sexo oral.

Contudo, citando falta de provas, as autoridades de Los Angeles indicaram, na semana passada, que não iriam avançar com acusação criminal contra Al Saud relativamente a esse caso.

Lusa

  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contigo" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • Fuzileiros continuam no terreno a ajudar população
    3:03
  • Cozido ou empanadas chilenas para o jantar?
    5:20

    Taça das Confederações

    Portugal e Chile defrontam-se esta quarta-feira em jogo das meias-finais da Taça das Confederações. O jornalista Gonçalo Azevedo Ferreira fala sobre as previsões da imprensa chilena para o encontro, revela alguns dados sobre as presenças de Portugal e Chile em grandes competições e mostra, através das redes sociais, o lado mais descontraído da antevisão deste duelo.

  • Portugal vai pagar 3.500 milhões ao FMI até agosto
    1:18

    Economia

    Portugal vai pagar, até agosto, 3.500 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional. Mil milhões seguem já na sexta-feira. A antecipação do pagamento foi esta quarta-feira formalmente autorizada pelos parceiros e credores europeus.

  • Trump volta a criticar as chamadas "fake news"

    Mundo

    O Presidente norte-americano voltou a criticar aquilo a que chama de "fake news", em português "notícias falsas". Através da rede social twitter, Donald Trump diz que o jornal New York Times "nem sequer liga para verificar os factos e que, por isso, dá notícias falsas".

  • Família Obama de férias na Indonésia

    Mundo

    Das águas claras de Bali aos encantos dos templos de Java, o antigo Presidente norte-americano Barack Obama levou a esposa e as filhas de férias numa aventura de (re)descobertas por um país onde Obama viveu durante quatro anos da sua infância.

    SIC

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44
  • Desacatos no aeroporto de Faro deixam turistas britânicos em terra
    1:46

    País

    Cinco pessoas, que integravam o grupo de turistas britânicos que nos últimos dias causou desacatos em Albufeira, foram ontem impedidas de regressar a Inglaterra. Agressões no aeroporto e desacatos à entrada do avião levaram os comandantes de dois voos a recusar levar aqueles passageiros.