sicnot

Perfil

Mundo

Guineense que entrou na Europa através de Lisboa não tem ébola, mas sim malária

O cidadão guineense hospitalizado na Galiza por suspeita de vírus do Ébola, que entrou na Europa através de Lisboa, não tem esta doença, mas sim malária, revelou à Lusa a Direção Geral da Saúde (DGS).

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Handout . / Reuters

Segundo disse à Lusa a sub-diretora geral da Saúde Graça Freitas, o cidadão não é portador do vírus do Ébola, adiantando que as análises efetuadas concluíram que se trata de malária.

O homem guineense, de 24 anos e residente em Espanha, deu entrada no Complexo Hospitalar Universitário da Corunha na tarde de terça-feira, onde lhe fizeram vários testes porque o quadro clínico que apresentava poderia ser compatível com uma infeção pelo vírus do Ébola.

Hoje de manhã foi transferido para o Hospital Meixoeiro, em Vigo, a unidade de referência na Galiza para este tipo de casos.

O chefe de Medicina Preventiva do Complexo Hospitalar Universitário de Vigo, Víctor del Campo, declarou hoje aos meios de comunicação social na Galiza que o doente chegou no domingo a Lisboa, num voo procedente da Guiné. O jovem esteve a visitar a família na Guiné-Conacri durante cinco meses.

Foi na capital portuguesa - acrescentou - que o homem apanhou um autocarro até à Corunha, onde pretendia visitar a sua mulher e o filho recém-nascido.

Lusa

  • A semana em revista

    Mundo

    Com a semana a chegar ao fim, a SIC Notícias apresenta-lhe, num único artigo, os destaques que marcaram a atualidade nos últimos dias. Um espaço onde pode ficar a saber, ou simplesmente recordar, os temas que marcaram a semana noticiosa.

    André de Jesus