sicnot

Perfil

Mundo

Japoneses contra mudança de base militar dos EUA em Okinawa

A mudança da base militar dos Estados Unidos de uma localidade na ilha japonesa de Okinawa para outra levou perto de uma centena de pessoas às ruas em protesto.

© KYODO Kyodo / Reuters

A polícia foi forçada a retirar os manifestantes da porta da base, muito idosos, residentes na ilha que estão contra a decisão do Governo de Tóquio de prosseguir com as obras, à revelia do governador de Okinawa que revogou a licença de construção da base militar norte-americana.

O Japão e os Estados Unidos acordaram mudar a base para a baía de Henoko, na localidade de Nago, no norte da ilha de Okinawa, mas o projeto está há quase uma década em suspenso devido à oposição da população e parte da classe política que querem a base fora da ilha.

A atual Futenma, de 480 hectares, localiza-se no centro urbano da localidade de Ginowan (94 mil habitantes), o que durante anos desencadeou protestos por parte dos habitantes devido ao ruído e à possibilidade de ocorrência de acidentes.

Okinawa alberga mais de metade dos cerca de 47 mil efetivos que os Estados Unidos mantêm no Japão, assim como 74% das instalações militares norte-americanas no país asiático.

Um quinto do solo da principal ilha do arquipélago é terreno militar norte-americano.

  • Alemães protestam contra a Extrema-Direita
    0:39
  • Incêndio urbano em Coimbra deixa cinco pessoas desalojadas

    País

    Um incêndio numa habitação na cidade de Coimbra deixou este domingo cinco pessoas desalojadas, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra adiantou que o fogo destruiu uma parte substancial de um edifício de três andares em frente à sede da Associação Académica de Coimbra, na rua Padre António Vieira.