sicnot

Perfil

Mundo

Japoneses contra mudança de base militar dos EUA em Okinawa

A mudança da base militar dos Estados Unidos de uma localidade na ilha japonesa de Okinawa para outra levou perto de uma centena de pessoas às ruas em protesto.

© KYODO Kyodo / Reuters

A polícia foi forçada a retirar os manifestantes da porta da base, muito idosos, residentes na ilha que estão contra a decisão do Governo de Tóquio de prosseguir com as obras, à revelia do governador de Okinawa que revogou a licença de construção da base militar norte-americana.

O Japão e os Estados Unidos acordaram mudar a base para a baía de Henoko, na localidade de Nago, no norte da ilha de Okinawa, mas o projeto está há quase uma década em suspenso devido à oposição da população e parte da classe política que querem a base fora da ilha.

A atual Futenma, de 480 hectares, localiza-se no centro urbano da localidade de Ginowan (94 mil habitantes), o que durante anos desencadeou protestos por parte dos habitantes devido ao ruído e à possibilidade de ocorrência de acidentes.

Okinawa alberga mais de metade dos cerca de 47 mil efetivos que os Estados Unidos mantêm no Japão, assim como 74% das instalações militares norte-americanas no país asiático.

Um quinto do solo da principal ilha do arquipélago é terreno militar norte-americano.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.