sicnot

Perfil

Mundo

Júri espanhol considerou culpados pais adotivos de matarem filha

Um júri popular espanhol decidiu, por unanimidade, culpar um casal pela morte da filha adotiva chinesa, que foi encontrada sem vida num caminho florestal em setembro de 2013.

O veredicto do júri refere que os dois arguidos, uma advogada e um jornalista, mataram a criança com base num plano "acordado" entre os dois.

Os cinco homens e quatro mulheres, que faziam parte do júri, começaram a deliberar segunda-feira e concordaram que a menina não teve oportunidade de se defender.

Os jurados consideraram que os pais adotivos sedaram a menina, asfixiando-a em seguida.

Agora será o juiz que, com base no veredicto do júri, decidirá a sentença, o que poderá demorar várias semanas.

O Ministério Público pediu 18 anos de prisão para ambos, tendo em conta os agravantes de parentesco e abuso de superioridade.

Os advogados de defesa dos pais, que estão divorciados e se encontram em prisão preventiva, pediram que os seus constituintes aguardem em liberdade a decisão do juiz.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.