sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro turco apela à unidade após vitória nas legislativas

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, apelou hoje à unidade nacional após o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP) ter recuperado a maioria absoluta nas eleições legislativas.

© Umit Bektas / Reuters

"Hoje é o dia da vitória. Uma vitória que pertence ao povo", disse um Davutoglu sorridente a uma multidão de apoiantes que se concentrou em Konya, cidade do centro da Anatólia, de onde é natural o primeiro-ministro.

Davutoglu apelou à união de todos os turcos para restabelecer a paz e segurança no país, realçando que, nas eleições de hoje, "ninguém perdeu, todos ganharam".

"Abrimos o coração a todos e não interessa se não votaram em nós. Vamos construir uma nova Turquia com o apoio de todos", afirmou.

Até agora, o presidente turco e também líder do AKP, Recep Erdogan, ainda não fez quaisquer comentários à vitória do partido, que recuperou a maioria absoluta no Parlamento perdida nas legislativas de 07 de junho último.

O AKP, venceu as eleições legislativas de hoje na Turquia e garantiu a maioria absoluta no Parlamento, obtendo 315 dos 550 deputados, com 49,4% dos votos.

Segundo os dados oficiais, o Partido Republicano do Povo (CHP, social-democrata) ficou em segundo lugar, com 24,5% dos votos, seguido pelo Partido da Ação Nacionalista (MHP, direita), com cerca de 12%, ambos muito abaixo do que obtiveram nas eleições de 07 de junho.

O Partido Democrático dos Povos (HDP, pró-curdo) conseguiu, à justa, eleger deputados, ao obter 10,4% dos votos, mais quatro pontos percentuais que o mínimo necessário para chegar à assembleia nacional.

Lusa

  • Presidente catalão garante ter plano de contingência
    2:14
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Subimos ao novo miradouro no pilar da Ponte 25 de Abril
    2:06
  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • 60 sobreviventes resgatados dos escombros no México
    1:21