sicnot

Perfil

Mundo

Primeiros resultados das eleições turcas dão vantagem ao AKP de Erdogan

Os primeiros resultados provisórios das eleições legislativas de hoje na Turquia estão a dar vantagem ao Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), do presidente turco, Recep Erdogan, indicam as televisões locais.

TOLGA BOZOGLU/EPA

Contados que estão 69% dos boletins, o AKP está com 52% dos votos, enquanto as sondagens preveem que o partido de Erdogan ganhe a votação mas com uma percentagem bastante inferior, entre os 40 a 43%, insuficiente para obter uma maioria absoluta.

Os primeiros resultados provisórios avançados oficialmente, porém, deixam antever a possibilidade de o AKP obter a maioria no Parlamento, permitindo formar Governo sem necessidade de recorrer alianças.

Nas legislativas de junho passado, o AKP perdeu a maioria dos 550 lugares do Parlamento turco, falhando, depois, a formação de um executivo de coligação.

Segundo os primeiros resultados, atrás do AKP segue o Partido Popular Republicano (CHP), com 23% dos votos, à frente do Partido do Movimento Nacionalista (MHP), com 11,3%, e do Partido Popular Democrático, pró-curdo, com 10,7%.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22