sicnot

Perfil

Mundo

Exército israelita encerra estação de rádio palestiniana em Hebron

O exército israelita anunciou hoje que encerrou a estação de rádio palestiniana Al Hurria, em Hebron, na Cisjordânia, afirmando que esta difundia "informações falsas" com o fim de incitar a violência.

reuters

Os militares apreenderam o equipamento de rádio, "de modo a impedirem uma campanha de incitamento que provocou uma onda de violência na região nas últimas semanas", referiu o porta-voz do exército, num comunicado hoje divulgado.

A Al Hurria é acusada de "encorajar ataques com facas, distúrbios violentos e de difundir informações falsas e maliciosas, afirmando que as forças de segurança [israelitas] executam e sequestram palestinianos, com o objetivo de provocar violência", indica o mesmo comunicado.

A estação de rádio foi criada em 2002 na Faixa de Gaza pela Fatah, o movimento dirigido pelo Presidente Mahmoud Abbas. A sua sede foi transferida para Hebron depois de os islamitas do Hamas terem tomado o poder na Faixa de Gaza, em 2007.

A rádio já tinha sido fechada em 2002 e novamente em 2008. O exército não indicou durante quanto tempo ficará encerrada.

Desde 01 de outubro passado que os conflitos violentos entre a Palestina e Israel causaram mais de 70 mortos palestinianos e de uma dezena de israelitas.

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43

    Mundo

    António Guterres condenou a onda de violência e discriminação contra os rohingya em Myanmar, na abertura da assembleia-geral das Nações Unidas. O secretário-geral da ONU pediu ainda às autoridades do país para acabarem com as operações militares e protegerem a comunidade ameaçada.

  • Furacão Maria deixa rasto de destruição na ilha Dominica
    1:52
  • Peritos mundiais debatem doenças neurodegenerativas em Lisboa
    3:04
  • "O Benfica é atacado e não há ninguém que fale e que dê a cara?"
    6:05
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    Depois do artigo publicado no blog "Geração Benfica", Rui Gomes da Silva reiterou esta segunda-feira, em O Dia Seguinte da SIC Notícias, algumas das críticas à estrutura do clube. O antigo vice-presidente do Benfica defendeu Luís Filipe Vieira, Rui Vitória e Nuno Gomes. E acusou novamente Rui Costa de passividade e os vice-presidentes de não darem a cara. 

  • Governo aconselha pais a fazerem queixa de manuais em mau estado
    2:31
  • Acha que este padre sabe dançar?
    2:22