sicnot

Perfil

Mundo

Papa determinado em prosseguir com as reformas no Vaticano apesar de novo escândalo financeiro

O Papa Francisco "está determinado" em avançar com as reformas, depois da fuga de documentos sobre escândalos financeiros no Vaticano, garantiu hoje o "número três" da Igreja Católica, Angelo Becciu.

o Papa Francisco manifestou vergonha e dor pelos abusos praticados dentro da Igreja, prometeu justiça às vítimas e a responsabilização dos culpados.

o Papa Francisco manifestou vergonha e dor pelos abusos praticados dentro da Igreja, prometeu justiça às vítimas e a responsabilização dos culpados.

© POOL New / Reuters

"Avancemos com serenidade e determinação", afirmou Jorge Bergoglio, de acordo com a conta de Angelo Becciu na rede social "Twitter", na sequência do novo escândalo, já denominado "Vatileaks 2", da fuga de documentos confidenciais sobre, particularmente, desvio de fundos destinados aos pobres e doentes para financiar o estilo de vida luxuoso de alguns cardeais.

"Estive com o Papa. As suas palavras foram: avancemos com serenidade e determinação", escreveu o substituto da Secretaria de Estado do Vaticano para os Assuntos Gerais.

O secretário-geral da Conferência dos Bispos italianos, Nunzio Galantino, disse à cadeia TV2000 que o papa deve sentir-se traído neste caso, que levou à detenção, este fim de semana, de dois suspeitos de fuga de informações e documentos, um prelado espanhol Lucio Angel Vallejo Balda, de 54 anos, e uma perita leiga italiana, Francesca Chaouqui, de 33.

"Coloco-me no lugar do Papa. Nenhum filho da Igreja pode ficar indiferente perante estes ataques", disse Galantino, sublinhando que "algumas pessoas têm claramente medo do processo de reformas que o Papa está a realizar".

Vallejo Balda continua detido, enquanto Chaouqui voltou hoje a ser interrogada, depois de ter sido libertada por ter garantido a sua cooperação com as autoridades. De acordo com a imprensa italiana, dados foram roubados do computador do controlador geral das finanças do Vaticano, o italiano Libero Milone, do seu gabinete situado próximo da praça de São Pedro.

Libero Milone, nomeado pelo papa Francisco a 05 de junho passado para a reforma das finanças, está encarregado da auditoria das contas do conjunto das administrações do pequeno Estado.

Duas obras que vão ser publicadas em breve e prometem revelações sobre os casos financeiros do Vaticano são assinadas pelos jornalistas Emiliano Fittipaldi do jornal L'Espresso e Gianluigi Nuzzi da Mediaset.

Esta divulgação de dados remete para o escândalo de fuga de documentos, denominado "Vatileaks", que marcou o fim do pontificado de Bento XVI em 2012. Estas fugas foram reunidas e publicadas pelo jornalista Gianluigi Nuzzi.

No comunicado, o Vaticano faz referência ao "Vatileaks" e sublinha a "grave traição da confiança" concedida pelo papa, não excluindo a possibilidade de um processo pelo tribunal do Vaticano

  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.