sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro romeno renuncia ao cargo após incêndio em discoteca

O primeiro-ministro romeno, Victor Ponta, renunciou hoje ao cargo, após uma manifestação de cerca de 20.000 pessoas, na terça-feira, a exigir a sua demissão devido à morte de 32 pessoas num incêndio numa discoteca na sexta-feira.

Victor Ponta, primeiro-ministro romeno (Arquivo)

Victor Ponta, primeiro-ministro romeno (Arquivo)

© Inquam Photos / Reuters

"Estou a renunciar ao cargo de primeiro-ministro. Espero que a renúncia satisfaça as pessoas que vieram para as ruas", disse Ponta a um canal televisivo.

Na terça-feira, milhares de pessoas saíram à rua para protestar contra o Governo e exigir a demissão de Victor Ponta por causa do incêndio numa discoteca de Bucareste, ao ser usado fogo-de-artifício, incidente que provocou pelo menos 32 mortos e 184 feridos.

Com cartazes em que se podia ler "a corrupção mata", as cerca de 20 mil pessoas desfilaram nas ruas de Bucareste denunciando a forma como as autoridades passam autorizações para que discotecas e outros estabelecimentos abram portas, sem a existência de inspeções.

Os protestos alastraram às cidades de Brasov e Ploiesti, na Roménia Central, tendo sido convocadas através da rede social Facebook outras manifestações para os próximos dias, em vários outros locais.

De acordo com declarações de testemunhas ouvidas pela EFE, havia um pequeno artefacto pirotécnico na discoteca, utilizado com frequência nas celebrações de aniversários na Roménia, que soltou faíscas e que fizeram com que um pilar começasse a arder.

Segundos depois, as chamas chegaram ao teto, o que provocou o pânico entre as 400 pessoas que estavam no clube e levou a que a multidão tentasse sair do espaço.

No domingo, um responsável pelos serviços de emergência do país precisou que ainda havia 140 pessoas hospitalizadas, das quais mais de 30 em estado crítico, razão pela qual as autoridades não descartam a possibilidade de o número de mortos continuar a aumentar.

O fogo no "Club Colectiv", no centro da capital romena, teve início perto das 23:00 de sexta-feira (21:00 em Lisboa), numa altura em que centenas de pessoas se encontravam no interior do espaço noturno para assistir à promoção do novo álbum do grupo de rock local "Goodbye to Gravity".

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.