sicnot

Perfil

Mundo

Presidente dos EUA rejeita oleoduto para transportar betuminosas do Canadá

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, rejeitou hoje a construção de um controverso oleoduto, Keystone XL, entre o país e o Canadá, encerrando anos de um tenso debate político.

© Jonathan Ernst / Reuters

Obama justificou a rejeição explicando que o plano "não serve os interesses nacionais dos Estados Unidos", porque não iria ajudar o meio ambiente e também não iria contribuir significativamente para o crescimento da economia a médio prazo, além de não ir baixar de forma visível os preços da energia.

Em causa estão as areias betuminosas do Canadá, afirmando o Presidente que em vez de construir um oleoduto de 1.900 quilómetros (de Alberta ao Golfo do México) os Estados Unidos deveriam antes concentrar-se no desenvolvimento de tecnologias que produzam empregos e energia limpa.

"A América é agora um líder mundial quando se trata de tomar medidas sérias para combater as alterações climáticas", disse Barack Obama, acrescentando que se aprovasse o projeto iria por em causa essa liderança.

Os comentários do Presidente surgem poucas semanas antes de viajar para Paris (Conferência de Paris) para participar numa cimeira sobre alterações climáticas e da qual deve de sair um acordo para limitar as emissões de carbono em todo o mundo.

A rejeição norte-americana ao projeto acontece poucos dias depois da posse do novo primeiro-ministro do Canadá (centro-esquerda), Justin Trudeau, que já lamentou a decisão de Obama mas que concordou em trabalharem conjuntamente em questões como a energia e o clima.

A decisão de hoje surge mais de sete anos depois do primeiro pedido de construção do oleoduto, destinado a transportar petróleo e areias betuminosas do Canadá. Nos Estados Unidos foi saudade pelos democratas e por ambientalistas e criticada pelos republicanos.

Justin Trudeau lamentou a decisão do Presidente norte-americano mas acrescentou que as relações entre os dois países são muito mais importantes do que um projeto.

TransCanada, o operador do oleoduto, anunciou entretanto em comunicado que ia examinar as opções e admitiu apresentar uma nova proposta de oleoduto.

O projeto sempre foi muito criticado pelos ambientalistas, que dizem que a extração das areias betuminosas implica um grande gasto de energia e produz grandes quantidades de gases com efeito de estufa.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19