sicnot

Perfil

Mundo

Sobe para 41 número de mortos em incêndio em discoteca na Roménia

O balanço das vítimas mortais no incêndio, a 30 de outubro, numa discoteca de Bucareste subiu hoje para 41, ao mesmo tempo que milhares de romenos voltaram a manifestar-se contra os políticos corruptos.

Vadim Ghirda

Ao todo, sete feridos, com queimaduras e problemas respiratórios graves, morreram em hospitais de Bucareste, e dois na Holanda, para onde tinham sido transferidos, de acordo com várias fontes médicas e governamentais.

Uma centena de pessoas, sobretudo jovens, continua hospitalizada, incluindo cerca de 40 em estado "grave e crítico", de acordo com o último balanço da tragédia, que chocou a Roménia e provocou a queda do Governo do social-democrata Victor Ponta.

Na sexta-feira, 16 feridos foram levados de avião para hospitais na Bélgica e na Holanda. Hoje, dois feridos foram transferidos para a Áustria, indicou o Ministério do Interior romeno.

A 30 de outubro, um violento incêndio deflagrou numa discoteca no centro da capital, quando decorria um espetáculo de pirotecnia durante um concerto de "hard rock".

Os primeiros elementos do inquérito mostraram a existência de várias falhas nas regras de segurança, nomeadamente a existência de uma única porta aberta, a ausência de saídas de emergência e a utilização de materiais inflamáveis no isolamento acústico.

Os três proprietários da discoteca "Colectiv", acusados de homicídio involuntário e em detenção desde terça-feira, não possuíam autorizações necessárias para realizar concertos ou espetáculos pirotécnicos.

O acidente causou um movimento de protestos inédito no país contra uma classe política considerada corrupta e responsabilizada pela tragédia.

De acordo com as autoridades, cerca de três mil pessoas, sobretudo jovens, manifestaram-se hoje, em Bucareste, pela quinta noite, para exigir mudanças profundas na sociedade romena.

"Roménia, acorda!", "Colectiv!", gritaram os manifestantes, concentrados na Praça da Universidade, centro da revolução popular contra o regime do ditador Nicolae Ceausescu, em 1989.

Centenas de manifestantes percorreram hoje as ruas em outras grandes cidades do país, nomeadamente Cluj, Sibiu (norte) e Timisoara (oeste).

Na véspera, cerca de 15 mil pessoas manifestaram-se em todo o país.

Lusa

  • Primeiro-ministro da Roménia demite-se
    1:16

    Mundo

    O primeiro-ministro da Roménia demitiu-se. Victor Ponta não resistiu à forte contestação e anunciou a decisão um dia depois do protesto que juntou milhares de pessoas, em Bucareste. Os manifestantes responsabilizam o Governo pelo incêndio numa discoteca da capital que fez 32 mortos e quase 200 feridos.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.