sicnot

Perfil

Mundo

Ucrânia volta a falhar adoção de lei contra discriminação de homossexuais

O parlamento da Ucrânia falhou hoje pela segunda vez a adoção de uma lei contra a discriminação de homossexuais no local de trabalho.

© Vasily Fedosenko / Reuters

A União Europeia exigiu à Ucrânia, em 2010, que definisse claramente os direitos dos homossexuais no trabalho.

Os homossexuais eram vistos por ex-governantes soviéticos do país como criminosos que deviam ser enviados para prisões ou hospitais psiquiátricos.

Apesar de o país ser gerido por uma administração pró-europeia, a Ucrânia continua a ser um país profundamente religioso e conservador.

Kiev descriminalizou as relações homossexuais em 1992, um ano depois da dissolução da União Soviética, mas ainda tem uma visão conservadora sobre casais do mesmo sexo.

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.

  • "Um ataque e uma humilhação contra o povo catalão"
    1:35