sicnot

Perfil

Mundo

Líder da oposição birmanesa pede diálogo com chefe do exército e Presidente

A líder da oposição birmanesa apelou hoje a conversações com o chefe do exército, com o Presidente e com o líder do parlamento, numa altura em que os resultados parciais das legislativas dão ao seu partido uma histórica vitória.

reuters

"Os cidadãos expressaram a sua vontade nas eleições", disse Aung San Suu Kyi, numa carta endereçada aos três homens-chave, tornada pública pelo partido que dirige, a Liga Nacional para a Democracia (LND).

"Gostaria de vos convidar para discutir a reconciliação na próxima semana num momento que seja da vossa conveniência", afirmou a também Nobel da Paz na missiva citada pela agência AFP.

Suu Kyi revalidou o seu assento, segundo confirmou hoje a comissão eleitoral na mais recente atualização dos resultados que amplia a vantagem da oposição.

No seu décimo comunicado, a comissão anunciou os resultados provisórios de outros 61 assentos da câmara baixa, dos quais 56 foram conquistados pela LND, de acordo com o jornal Myanmar Times.

Um desses é o de Suu Kyi, que se impôs na circunscrição de Kawmhu, na região de Rangum, onde já tinha ganhado nas eleições parciais de 2012 durante a anterior legislatura.

Os outros cinco assentos foram repartidos pelo Partido para a União, Solidariedade de Desenvolvimento (USDP, no poder), que obteve três, e pela Liga de Nacionalidades Shan para a democracia, que ficou com os restantes dois.

Segundo os resultados preliminares, na câmara baixa do parlamento, onde estão em jogo 323 assentos, a LND obteve 134 dos 156 anunciados, contra os oito do USDP e 14 de outras formações das minorias.

Na câmara alta, onde se disputam 168 lugares, a comissão eleitoral facultou os resultados de 33 circunscrições nas quais a LND ganhou 29, o USDP três e as minorias dois.

A LND precisa de conquistar na soma das duas câmaras 329 assentos para obter a maioria absoluta no parlamento, onde um quarto dos lugares é designado pelos militares ao abrigo de uma disposição da Constituição.

Uma vez confirmados os resultados prevê-se que em janeiro tome posse o novo parlamento, o qual vai eleger, entre fevereiro e março, o novo Presidente e dois vice-presidentes.

Prémio Nobel da Paz em 1991, Suu Kyi, que a junta militar manteve sob detenção durante mais de 15 anos, está impedida de se candidatar à presidência birmanesa devido a um artigo da Constituição, que exclui pessoas casadas ou com filhos estrangeiros - uma disposição que se considera visar diretamente a opositora, viúva de um britânico e com filhos de nacionalidade britânica.

Apesar de a candidatura à presidência ser impossível, Aung San Suu Kyi, de 70 anos, garantiu que vai dirigir o governo se a LND ganhar as eleições. "Vou liderar o governo e vamos ter um Presidente que trabalhe de acordo com as políticas da Liga", disse.

A Birmânia realizou no domingo as primeiras eleições livres em mais de 25 anos

  • Tudo isto circula na internet. Nada disto é verdade
    3:12
  • Peso dos salários na economia diminuiu
    2:34

    Economia

    Portugal é dos países onde o peso dos salários na economia mais diminuiu. Ou seja, os salários portugueses foram dos mais encolheram com a crise. A conclusão é da Organização Internacional do Trabalho que sublinha as implicações negativas ao nível social e económico.

  • Presidente do Montepio tranquiliza clientes do banco
    1:58

    Economia

    O presidente do Montepio garante que os clientes do banco podem estar seguros e reafirma que a instituição não tem qualquer exposição à Associação Mutualista. No programa da SIC Notícias Negócios da Semana, José Félix Morgado assumiu que é preciso separar ainda mais as duas instituições.

  • Inaugurado Ikea de Loulé
    3:51

    Economia

    Centenas de pessoas aguardavam à porta do Ikea de Loulé para a inauguração da nova loja no Algarve, uma semana depois do acidente que matou uma trabalhadora. A cerimónia decorreu de forma sóbria, ainda que com alguma pompa e circunstância.

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.