sicnot

Perfil

Mundo

Medo de nova rutura de barragem no Brasil aumenta zona de segurança

O medo da rutura de uma terceira barragem na cidade brasileira de Mariana, no estado de Minas Gerais, fez as autoridades aumentarem a zona de segurança restrita ao acesso da população de três para dez quilómetros.

(arquivo)

(arquivo)

© Ricardo Moraes / Reuters

"A barragem Germano trincou [rachou] e há risco de rompimento [rutura]", afirmou o tenente Sebastião Nogueira, do Batalhão de Choque da 3.ª Companhia de Missões Especiais de Lagoa Santa, citado pelo jornal O Estado de Minas.

Duas barragens da empresa Samarco, participada da mineradora Vale, romperam-se na última quinta-feira e a lama com resíduos de minérios invadiu a localidade de Bento Rodrigues, deixando pelo menos oito mortos, 20 desaparecidos, e 158 casas destruídas, segundo um balanço divulgado hoje pelas autoridades.

Das oito vítimas fatais encontradas, cinco foram identificadas, incluindo duas crianças, de cinco e sete anos. O acesso ao distrito de Bento Rodrigues está completamente bloqueado por polícias militares.

Os bombeiros mudaram a estratégia de buscas face à instabilidade da terceira barragem, e os moradores que seguiam para suas casas, para tentar buscar pertences abandonados no momento das ruturas da quinta-feira, foram impedidos de seguir, ainda segundo o diário de Minas Gerais.

Três abalos sísmicos foram sentidos na região na manhã de terça-feira, segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília, citado pelo portal de notícias G1. Ainda não há a certeza sobre se os tremores são naturais ou desencadeados pela rutura dos reservatórios.

A empresa Samarco informou a imprensa local que faz obras para dar mais estabilidade à mina e que irá instalar sismógrafos em pontos estratégicos das barragens.

O Governo federal brasileiro reconheceu hoje, em decreto publicado no Diário Oficial, a situação de emergência em Mariana, o que facilita a alocação de recursos para a área.

A lama com resíduos de minério atingiu o Rio Doce e está a chegar a outras cidades de Minas Gerais e do Estado vizinho do Espírito Santo. Em Governador Valadares, foi decretado estado de calamidade pública, pois o abastecimento de água foi comprometido pela contaminação.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.