sicnot

Perfil

Mundo

Chineses inundaram página no Facebook da líder da oposição em Taiwan

Dezenas de milhares de internautas chineses inundaram hoje a página do Facebook da líder da oposição e candidata presidencial em Taiwan, Tsai Ing-wen, criticando-a por se opor a um encontro entre os líderes dos dois lados.

Líder da oposição e candidata presidencial em Taiwan, Tsai Ing-wen.

Líder da oposição e candidata presidencial em Taiwan, Tsai Ing-wen.

(Chiang Ying-ying/ AP)

Em Taiwan "existe democracia, a liberdade de expressão é uma garantia e todos se podem expressar", reagiu Tsai, face aos mais de 50.000 comentários feitos por internautas da China continental, onde aquela rede social está censurada.

"Prefiro ver este incidente pelo lado positivo e espero que os internautas chineses possam ver perfis de diferentes pessoas no Facebook. Convido todos a visitar a minha página", disse hoje Tsai à imprensa local.

Os presidentes da China e de Taiwan, Xi Jinping e Ma Ying-Jeou, respetivamente, reuniram-se no sábado passado, em Singapura, num encontro inédito e histórico.

A líder do Partido Democrático Progressista, mais cético em relação a Pequim, atacou Ma Ying-Jeou por não ter defendido a democracia e liberdade em Taiwan, durante o encontro, e por não se ter referido à ilha como República da China.

Esta semana, um jornal estatal da China acusou Tsai de ser "tacanha e egoísta".

Em editorial, o Global Times, jornal de língua inglesa do grupo do Diário do Povo, o órgão central do Partido Comunista Chinês (PCC), disse que a líder da oposição em Taiwan "cometeu um erro", descrevendo-a como "raivosa".

Ela "expôs o seu apoio à independência", criticou o jornal, aludindo a uma postura que Pequim ameaça retaliar "usando a força", caso se concretize.

Depois da guerra civil chinesa ter acabado, com a vitória do PCC, o antigo governo nacionalista (Kuomintang) refugiou-se na ilha de Taiwan, onde continua a identificar-se como governante de toda a China.

Pequim considera Taiwan uma província chinesa e defende a "reunificação pacífica", segundo a mesma fórmula adotada para Hong Kong e Macau ("Um país, dois sistemas").

Do ponto de vista da diplomacia internacional, existe a República Popular da China, governada pelo PCC, e a República da China, na ilha de Taiwan, mas ambos os lados rejeitam uma divisão definitiva.

Taiwan tem previsto para janeiro a realização de eleições legislativas, e Tsai é a favorita a ganhar o exercício, numa altura em que a opinião pública taiwanesa olha com desconfiança para as relações cada vez mais estreitas com a China comunista.


Lusa

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália. As equipas de socorro conseguiram resgatar duas pessoas, mas admitem ainda a existência de quase 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • Mortágua acusa PSD de andar a brincar com a vida das pessoas
    0:47

    Opinião

    No Esquerda/Direita da SIC Notícias, António Leitão Amaro reafirmou ontem à noite que o PSD não é contra o aumento do salário mínimo mas contra a descida da TSU. Já Mariana Mortágua acusou os sociais-democratas de andar a brincar com a vida dos portugueses.

  • Temperaturas negativas congelam rio em Bragança
    1:26

    País

    As baixas temperaturas os últimos dois dias, com as mínimas a descer até aos 10 graus negativos durante a noite e madrugada, congelaram o rio que atravessa a aldeia de Gimonde, no concelho de Bragança. O repórter da SIC João Faiões esteve esta manhã no local.

  • Pelo menos 30 mortos e 75 feridos em incêndio e derrocada de edifício em Teerão

    Mundo

    Pelo menos 30 bombeiros morreram esta quinta-feira e cerca de 75 pessoas ficaram feridas em Teerão, quando um edifício de 17 andares ruiu depois de ser consumido pelas chamas, noticiaram os meios de comunicação estatais iranianos. O edifício "Plasco" situa-se no centro da capital iraniana, a norte da zona do mercado.

    Em desenvolvimento

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.

  • Feriado no Carnaval e fim das pontes chumbados
    2:15

    País

    Nem o Carnaval vai passar a ser feriado, nem as pontes vão acabar. O PS rejeitou esta quarta-feira no Parlamento uma proposta do PSD para que os feriados a meio da semana sejam gozados na segunda-feira seguinte. Ao mesmo tempo, os socialistas recusaram duas propostas apoiadas pelos partidos de esquerda, para que o Carnaval passasse a ser sempre feriado.

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16