sicnot

Perfil

Mundo

Solidão faz o cérebro funcionar de forma diferente

É o que nos diz um estudo de um grupo de investigadores da Unversidade de Chicago, nos Estados Unidos. O cérebro de quem vive em isolamento social é capaz de desencadear sentimentos negativos que mexem com o sistema nervoso.

© Charles Platiau / Reuters

São pessoas mais negativas, ansiosas, não acreditam em sentimentos positivos. Vivem constantemente em estado de alerta, estão sempre "na defensiva", rejeitam relações sociais, principalmente com estranhos. É assim a solidão.

Agora está provado cientificamente que o cérebro das pessoas solitárias funciona de forma diferente. Está tudo explicado num estudo publicado na revista online Cortex, que analisou inquéritos feitos a 38 pessoas solitárias e 32 que não o eram.

Conta o "The Telegraph" que o casal de investigadores da Universidade de Chicago, Stephanie e John Cacioppo, descobriu que a solidão é capaz de desencadear sentimentos negativos que mexem com o sistema nervoso.

Os inquiridos foram sujeitos a vários testes em que se tinham que concentrar apenas na cor das palavras que estavam escritas numa tela e não no seu significado.

Foram usadas palavras de teor positivo, tais como festa, e negativo, como solidão. Ou palavras positivas sem conotação social, como alegria e tristeza.

Os investigadores repararam que na "primeira resposta" do cérebro, nos primeiros 280 milissegundos (um quarto de segundo), as pessoas solitárias entraram numa série de "microestados". Não se apercebiam do teor social da palavra negativa. Após esse período, passavam a reagir de forma diferente, entrando em estado de alerta.

Já o grupo de pessoas solitárias mostrou os mesmos microestados, mas durante mais tempo: metade de um segundo, cerca de 480 milissegundos.

A diferença parece mínima mas, acreditam os investigadores, prova que as pessoas que vivem em isolamento social, tendem a entrar em estado de vigilância mais rapidamente.

  • Número de mortos nos incêndios sobe para 43

    País

    Os incêndios florestais que deflagraram no domingo em várias zonas do país provocaram 43 mortos, disse esta quinta-feira à Lusa a adjunta do comando nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar. Trata-se de um homem que foi encontrado esta quinta-feira.

  • Casas de Luís Filipe Vieira e Pedro Guerra foram alvo de buscas
    2:39

    Desporto

    O caso dos emails levou esta quinta-feira a Polícia Judiciária a fazer buscas no Estádio da Luz e nas casas de Luís Filipe Vieira, o comentador Pedro Guerra e Paulo Gonçalves, o assessor jurídico do clube das águias. O advogado foi constituído arguido, mas só porque um advogado para ser alvo de buscas precisa de ser arguido.

  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos da Liga Europa
    1:48
  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC