sicnot

Perfil

Mundo

Canadiano vê selfie manipulada para parecer terrorista de ataques de Paris

Um cidadão canadiano membro de comunidade hindu descobriu, este sábado, que uma versão manipulada de uma selfie sua estava a circular nas redes sociais, como uma fotografia de um dos terroristas por detrás dos ataques de Paris.

Grasswire fact check

Um dos jornais de maior dimensão em Espanha, o La Razón, pediu publicamente desculpas depois de ter divulgado uma fotografia de um homem sikh, referido como sendo um dos terroristas responsáveis pelos ataques de sexta-feira em Paris.

A selfie era de Veerender Jubbal. Na versão original, Jubbal aparecia de iPad na mão, na sua casa de banho. Na versão manipulada, o iPad foi substituído pelo Corão e foi acrescentado um colete de explosivos. A fotografia foi difundida nas redes sociais e chegou a ser usada por alguns jornais.

Não se sabe ainda que editou a imagem e porquê, embora haja quem sugira que a motivação possam ter sido as críticas que Jubbal tem feito ao movimento #Gamergate - uma nova polémica que emergiu há uns meses na indústria dos videojogos, uma troca de argumentos que envolve produtores de jogos, jornalistas e jogadores.

Jubbal, que se define como escritor freelancer, crítico de jogos e consultor no Twitter, tem sido criticado no passado pelas posições que defende em relação a esta indústria.

Assim que deu pelo sucedido, Jubbal usou o Twitter para esclarecer o mal entendido.

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.