sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 26 estados norte-americanos recusam refugiados sírios

Pelo menos 26 dos 50 estados norte-americanos, quase todos sob controlo político republicano, desafiaram o Presidente Barack Obama, ao negarem acolher refugiados sírios após os atentados da passada sexta-feira em Paris.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Os estados dispostos a encerrar as portas aos refugiados sírios são o Arizona, Alabama, Arkansas, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Flórida, Geórgia, Ilinóis, Idaho, Indiana, Iowa, Kansas, Luisiana, Maine, Michigan, Mississípi, Massachusetts, Nebrasca, Nova Jersey, Novo México, Ohio, Oklahoma, Tennessee, Texas e Wisconsin, dirigidos por governadores do Partido Republicano.

A lista também inclui o estado do New Hampshire, liderado por uma governadora democrata, o mesmo partido de Obama.

Os governadores anunciaram a sua recusa depois de num dos lugares dos atentados em Paris ter sido encontrado um passaporte com o nome de um cidadão sírio que entrou na Europa como refugiado, embora não haja certezas de que pertencesse à pessoa junto à qual o documento foi encontrado ou mesmo que seja um documento verdadeiro.

Vários estados dos EUA liderados por governadores democratas, como o Connecticut, Vermont e Pensilvânia, garantiram que as suas portas continuam abertas para os refugiados que fogem do conflito na Síria.

Lusa

  • Desespero e euforia marcaram o 8.º dia de Mundial
    0:50
  • A derrota que envergonhou a Argentina e apurou a Croácia

    Mundial 2018 / Argentina

    A Croácia garantiu esta quinta-feira a passagem aos oitavos de final do Mundial 2018. A seleção croata bateu a Argentina por 3-0 e deixou os sul-americanos com as contas do apuramento muito complicadas. Veja aqui os golos e os principais lances do encontro.

  • Lisboa vence prémio Capital Europeia Verde de 2020

    País

    A cidade de Lisboa venceu o prémio de Capital Europeia Verde de 2020, anunciou o comissário da União Europeia para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, numa cerimónia que decorreu em Nijmegen, na Holanda.

  • Trump culpa democratas pela separação de pais e filhos
    0:22