sicnot

Perfil

Mundo

Damasco qualifica abate de avião russo como "agressão flagrante"

As Forças Armadas sírias consideraram hoje o abate de um avião russo pela Turquia uma "agressão flagrante à soberania da Síria" e uma demonstração de apoio "ao terrorismo", noticiou a agência oficial Sana.

© Bassam Khabieh / Reuters

"Numa agressão flagrante à soberania síria, o lado turco abateu hoje de manhã um avião russo amigo sobre território sírio que regressava de uma missão de combate contra o Daesh", disse uma fonte militar à agência, usando o acrónimo do grupo extremista Estado Islâmico na transliteração do árabe.

O incidente "demonstra sem dúvida que o governo turco se coloca ao lado do terrorismo e apoia os grupos terroristas que começaram a desintegrar-se sob os golpes do exército sírio", acrescentou a fonte.

"Estes atos desesperados de agressão só vão reforçar a nossa determinação de prosseguir a luta contra organizações terroristas com o apoio e a ajuda dos nossos amigos, o principal dos quais é a Rússia".

A Turquia anunciou hoje que dois dos seus caça-bombardeiros F-16 abateram um SU-24 russo que violou o espaço aéreo turco dez vezes num período de cinco minutos ao longo da fronteira com a Síria, ignorando todas as advertências.

A Rússia lançou a 30 de setembro uma campanha de bombardeamentos aéreos na Síria.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.

  • Hospital de campanha no IPO de Lisboa
    1:53

    País

    O bloco operatório de ambulatório do IPO de Lisboa vai passar a funcionar num hospital de campanha do Exército. Esta foi a solução encontrada para evitar que o serviço fique parado enquanto decorrem obras no instituto.