sicnot

Perfil

Mundo

Escolas e metro já funcionam em Bruxelas, mas alerta máximo mantém-se

Escolas e metro já funcionam em Bruxelas, mas alerta máximo mantém-se

A Bélgica ainda não conseguiu capturar o suspeito de ter participado nos atentados de Paris. Salah Abdeslam continua em fuga e terá um cúmplice, que também está a ser procurado.Bruxelas mantém-se em alerta máximo mas começa a recuperar o ritmo diário, com escolas abertas e o metro a funcionar parcialmente.

  • Bruxelas mantém alerta máximo
    1:44

    Mundo

    As autoridades belgas capturaram um dos alegados envolvidos nos atentados de Paris. Mas o principal suspeito, Salah Abdeslam, continua em fuga. E por essa razão, Bruxelas mantém-se em alerta máximo, pelo quarto dia consecutivo com encerramento de escolas, centros comerciais e metropolitano.

  • Escolas e algumas estações de metro de Bruxelas reabrem hoje
    2:26

    Ataques em Paris

    As escolas na Bélgica reabriram hoje, depois de estarem fechadas por questões de segurança desde o início da semana. Algumas estações de metro da capital também foram reabertas. Aos poucos a população tenta regressar à normalidade, apesar de se manter o nível máximo de alerta. O relato é da correspondente da SIC em Bruxelas, Susana Frexes.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.