sicnot

Perfil

Mundo

Motociclistas armados atacam concentração de líder da oposição na Venezuela

Alegados simpatizantes do Presidente Nicolás Maduro atacaram esta quarta-feira um grupo de pessoas que assistia a uma ação de campanha do líder da oposição e ex-candidato presidencial, Henrique Capriles Radonski, que gerou pelo menos um ferido.

O líder da oposição venezuelana e ex-candidato presidencial, Henrique Capriles Radonski. (Arquivo)

O líder da oposição venezuelana e ex-candidato presidencial, Henrique Capriles Radonski. (Arquivo)

© Jorge Silva / Reuters

O ataque teve lugar na Cidade de Guayana, no Estado venezuelano de Bolívar (680 quilómetros a sudeste de Caracas), elevando para quatro o número de ataques a elementos da oposição ocorridos nas últimas 48 horas, no âmbito da campanha para as eleições parlamentares previstas para 6 de dezembro.

Segundo Francisco Cardier, do partido opositor Projeto Venezuelana, durante o ataque de hoje, um grupo de indivíduos em motos com 't-shirts' vermelhas (a cor do Partido Socialista Unido da Venezuela) e armados, popularmente conhecidos como "coletivos", atacaram as pessoas que se encontravam no recinto.

Na última terça-feira, um grupo de duas dezenas de homens em motos atacaram violentamente uma dezena de opositores que colocavam cartazes com propaganda eleitoral numa importante rua do populoso bairro de Cátia, a oeste de Caracas.

Segundo a imprensa venezuelana alguns dos atacantes deram pontapés nos opositores e chegaram a queimar os sapatos e a tirar a roupa de pelo menos um elemento oposicionista, enquanto os outros procuravam refúgio em casas das proximidades.

Mais de 100 cartazes com publicidade foram deitados no lixo e incendiados pelos atacantes.

No último domingo, no populoso bairro de Petare (a leste de Caracas), duas dezenas de motociclistas, com os rostos cobertos e fortemente armados, dispararam vários tiros para o ar e obrigaram um grupo de cidadãos, que faziam publicidade da oposição, a deixar o bairro.

Segundo o candidato a deputado opositor Miguel Pizarro, alguns dos atacantes apontaram as armas às cabeças dos dirigentes políticos.

Por outro lado, em Arágua (100 quilómetros a oeste de Caracas), na tarde de domingo e na noite de segunda-feira, vários candidatos da oposição foram agredidos por alegados 'chavistas', alguns deles armados.

A oposição responsabiliza o Governo venezuelano pelos ataques, enquanto o Partido Socialista Unido da Venezuela acusa os opositores de estarem a procurar gerar situações de violência para afetarem as eleições parlamentares.

Cerca de 19,5 milhões de venezuelanos estão recenseados para votar nas eleições de 06 de dezembro, num escrutínio em que vão ser renovados os 167 lugares que compõem o parlamento venezuelano, incluindo três representantes indígenas.

Lusa

  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Daesh divulga imagens da destruição da mesquita de Mossul
    1:58
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58