sicnot

Perfil

Mundo

Detido suspeito de venda de armas usadas nos atentados de Paris

ÚLTIMA HORA

A polícia alemã deteve um traficante de armas alemão suspeito de ter vendido, via Internet, quatro armas utilizados pelos autores dos atentados de Paris, escreve hoje o jornal alemão Bild.

© Michael Dalder / Reuters

As armas automáticas, do tipo 'kalachnikov' -- duas Zastava M70 e duas AK47 -- foram adquiridas a 07 de novembro passado através da Internet a um vendedor alemão domiciliado em Bade-Wurtemberg (sudoeste), afirma o jornal, citando "documentos" do Ministério Público de Estugarda (sudoeste) e investigadores alemães.

Segundo o Bild, os investigadores franceses "partiram do princípio que essas armas terão sido alegadamente usadas nos atentados de Paris", de 13 de novembro, cuja autoria foi reivindicada pelo grupo extremista Estado Islâmico e que fez 130 mortos e mais de 350 feridos.

O presumível traficante de armas, residente em Magstadt (sudoeste), identificado como Sascha W., de 34 anos, detido pela polícia alemã no dia 16 de novembro, é suspeito de venda de armas e munições na chamada "Darknet", segundo o jornal.

'Emails' no seu 'smartphone' mostram que vendeu "quatro 'kalachnikovs' a um árabe em Paris", escreve ainda o Bild, indicando que foram apreendidas 16 armas durante rusgas a sua casa.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19