sicnot

Perfil

Mundo

Detido suspeito de venda de armas usadas nos atentados de Paris

ÚLTIMA HORA

A polícia alemã deteve um traficante de armas alemão suspeito de ter vendido, via Internet, quatro armas utilizados pelos autores dos atentados de Paris, escreve hoje o jornal alemão Bild.

© Michael Dalder / Reuters

As armas automáticas, do tipo 'kalachnikov' -- duas Zastava M70 e duas AK47 -- foram adquiridas a 07 de novembro passado através da Internet a um vendedor alemão domiciliado em Bade-Wurtemberg (sudoeste), afirma o jornal, citando "documentos" do Ministério Público de Estugarda (sudoeste) e investigadores alemães.

Segundo o Bild, os investigadores franceses "partiram do princípio que essas armas terão sido alegadamente usadas nos atentados de Paris", de 13 de novembro, cuja autoria foi reivindicada pelo grupo extremista Estado Islâmico e que fez 130 mortos e mais de 350 feridos.

O presumível traficante de armas, residente em Magstadt (sudoeste), identificado como Sascha W., de 34 anos, detido pela polícia alemã no dia 16 de novembro, é suspeito de venda de armas e munições na chamada "Darknet", segundo o jornal.

'Emails' no seu 'smartphone' mostram que vendeu "quatro 'kalachnikovs' a um árabe em Paris", escreve ainda o Bild, indicando que foram apreendidas 16 armas durante rusgas a sua casa.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.