sicnot

Perfil

Mundo

Governo italiano quer acabar com mesquistas ilegais no país

O Governo italiano pretende fechar as mesquitas clandestinas no país no âmbito da luta contra o terrorismo, anunciou hoje o ministro do Interior, Angelino Alfano.

© Tony Gentile / Reuters

"Em Itália, temos quatro mesquitas e mais de 800 lugares de culto muçulmano", disse o ministro.

"Vamos fechar os lugares clandestinos e não regulamentados, não para dificultar a prática da região, mas para que possa ser praticada em lugares que estão em ordem", acrescentou o ministro.

O ministro italiano falava num encontro realizado na cidade de Lecce, no sul, sobre os riscos do terrorismo e as chamadas "garagens do Islão", locais não registados de culto, onde muitos dos milhões de muçulmanos que vivem em Itália vão rezar.

As "garagens" foram criadas na sequência de tentativas frustradas pelos canais apropriados para estabelecer uma mesquita.

A Itália e, em particular, Roma são frequentemente apontados como alvos na propaganda do grupo extremista Estados Islâmico.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • "Juntos por Todos" hoje no palco em Lisboa
  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Esforço dos contribuintes para salvar bancos deve ser minimizado, diz Draghi
    1:49