sicnot

Perfil

Mundo

Japão quer concentrar 500 militares perto das ilhas disputadas com a China

Japão planeia concentrar um contingente de 500 militares na ilha de Ishigaki, no sudoeste do país, próxima do polémico arquipélago Senkaku, epicentro de uma diferendo territorial com a China.

© Reuters Staff / Reuters

O Japão pretende instalar aquela unidade das suas Forças de Autodefesa (exército) a partir de 2019, informa hoje o jornal Asahi, citando fontes do Ministério da Defesa.

O contingente funcionaria como equipa de resposta rápida em caso de ser detetada uma infiltração de tropas estrangeiras e, ao mesmo tempo, teria como tarefa a operação e manutenção de um sistema de mísseis que se pretende instalar na ilha, que tem cerca de 48.000 habitantes e é um popular destino turístico.

Ishigaki, da qual dependem administrativamente as Senkaku (Diaoyu em chinês), encontra-se a aproximadamente uma centena e meia de quilómetros a sul de Uotsuri, o maior ilhote do controverso arquipélago.

Situadas no Mar do Sul da China, a cerca de 150 quilómetros a nordeste de Taiwan, as disputadas e desabitadas Senkaku têm, no total, uma superfície de cerca de sete quilómetros quadrados, mas estima-se que alberguem importantes recursos marinhos e energéticos.

O Japão tem apostado em reforçar as suas capacidades militares em torno das Senkaku devido ao recrudescimento da disputa com a China, em particular a partir de 2012, quando Tóquio decidiu nacionalizar vários ilhotes, desencadeando o protesto de Pequim.

Desde então, navios chineses têm navegado nas águas, que o Japão considera territoriais, em torno das Senkaku, entre quatro e 28 vezes por mês, segundo dados da guarda costeira nipónica.

No quadro do plano de reforço militar, o Japão está a construir uma base para acolher 150 militares na ilha vizinha de Yonaguni, a porção de terra habitada mais ocidental do arquipélago japonês, e prepara o desembarque de mais tropas nas de Miyakojima e Amami-Oshima, também no sudoeste do país.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.