sicnot

Perfil

Mundo

Tiroteio junto a clínica de planeamento familiar nos EUA

Um tiroteio registou-se esta sexta-feira, ao final da tarde, perto de uma clínica Planned Parenthood, de planeamento familiar, em Colorado Springs, no estado norte-americano do Colorado. Nos últimos minutos, foi avançada a informação de seis feridos, três dos quais são agentes da polícia.

(Arquivo)

(Arquivo)

Ringo H.W. Chiu / AP

A polícia dá a situação ainda como em curso e foram enviados reforços. À polícia local, juntaram-se agentes federais e o FBI.

As autoridades estão à procura do atirador que começou a disparar junto a uma clínica de planeamento familiar de Colorado Springs.

Testemunhas contaram ter ouvido muitos tiros - pelo menos 30, de acordo com o relato de uma funcionária de um edifício anexo ao da clínica. Esta é, aliás, uma área com bastante comércio, incluindo um supermercado, bancos e serviços.

Há dezenas de pessoas retidas nestes espaços, mas através da rede social Twitter, a polícia informou não ter qualquer informação de reféns e disse também acreditar que se trata de um único atirador.

A Casa Branca fez saber que o Presidente está a acompanhar a situação. Oficialmente, é um tiroteio que se mantém ativo, no estado do Colorado.

  • Um homem de 83 anos é a 42.ª vítima dos incêndios
    1:27

    País

    Subiu para 42 o número de vítimas mortais nos incêndios deste domingo. Um homem de 83 anos foi encontrado sem vida em Lugar de Covelo, em Vouzela. O número de feridos mantém-se, 14 estão em estado grave. A maior parte das mortes aconteceu no distrito de Coimbra (20) e Viseu (19). Segundo a Proteção Civil, já não há desaparecidos. Sete pessoas estavam dadas como desaparecidas e apenas uma foi encontrada sem vida. Um bebé de poucos meses tinha sido dado como morto, mas foi encontrado com vida.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08