sicnot

Perfil

Mundo

Putin recusa reunir-se com Erdogan à margem da Cimeira do Clima

O Presidente russo, Vladimir Putin, recusou reunir-se com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, à margem da Conferência do Clima, em Paris, informou hoje a presidência russa.

reuters

"Não está planeado qualquer encontro com Erdogan. Não está a ser combinado qualquer encontro", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, à imprensa em Moscovo.

Erdogan pediu um encontro a sós com Putin, numa altura em que os dois países atravessam uma crise diplomática suscitada pelo abate de um avião russo na zona de fronteira entre a Turquia e a Síria.

A Rússia acusou a Turquia de proteger o grupo extremista Estado Islâmico e exigiu um pedido de desculpas formal por parte de Ancara, o que até ao momento não foi aceite pelo presidente turco.

O presidente russo deverá reunir-se por outro lado com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, à margem da cimeira do clima, segundo o porta-voz.

  • Rússia avança com sanções contra a Turquia

    Mundo

    A Rússia avança com sanções contra a Turquia. Uma decisão de Putin que vem agravar o estado do conflito diplomática entre os dois países, provocado pelo abate de um avião caça bombardeiro da Rússia na fronteira da Síria com a Turquia.

  • Relações tremidas entre a Rússia e a Turquia
    2:30

    Mundo

    As relações entre a Turquia e a Rússia estão cada vez mais tensas por causa do abate de uma avião de guerra. Vladimir Putin diz que os russos devem deixar de viajar para a Turquia e admite impor sanções económicas. Moscovo também decidiu deslocar meios militares para perto da fronteira turca.

  • Trabalharia horas extra sem ser pago? E feriados?  
    1:25
  • UE dá "luz verde" para início das negociações do Brexit

    Brexit

    Os 27 Estados-membros da União Europeia aprovaram esta segunda-feira a autorização para o início das negociações do Brexit, indicando formalmente o final de junho para início do processo de saída do Reino Unido, que se prolongará por dois anos.

  • Donald Trump em Israel
    2:14
  • Regras secretas do Facebook permitem divulgação de imagens violentas

    Mundo

    A política interna da empresa Facebook defende que nem todos os vídeos violentos publicados na rede social devem ser apagados porque "não quer censurar ou punir pessoas em perigo". A revelação é feita pelo jornal britânico The Guardian após uma investigação em que conseguiu ter acesso ao manual interno.