sicnot

Perfil

Mundo

Lula da Silva diz estar "indignado" com pedido de destituição de Dilma

O ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje, no Rio de Janeiro, estar "indignado" com a aceitação do pedido de destituição da Presidente Dilma Rousseff pelo líder da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

© Ricardo Moraes / Reuters

"Subordinar os interesses de um país a uma visão pessoal, coorporativa e de vingança? Quero crer que não é verdade, pois, se for, é muita leviandade", afirmou Lula da Silva, referindo-se a Eduardo Cunha, numa conferéncia de imprensa juntamente com o Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão.

O Governandor, membro do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB, o mesmo de Eduardo Cunha), disse que o Presidente da Câmara dos Deputados brasileira "errou" ao aceitar o pedido de impugnação e que o país, neste momento, precisa de união.

Luiz Fernando Pezão fará parte de um grupo de Governadores que irá defender a permanência de Rousseff na Presidência e a falta de sustentação jurídica do pedido de "impeachment".

O Presidente do Partido dos Trabalhadores (PT, de Rousseff e de Lula da Silva), Rui Falcão, também afirmou que o texto não tem sustentação jurídica e negou que Rousseff tenha cometido ilegalidades em troca de apoio político.

"O que está em jogo não é se se gosta de Dilma, do Governo, ou não. É a democracia do país, que foi conquistada duramente", declarou Rui Falcão à imprensa.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.