sicnot

Perfil

Mundo

Astronauta britânico fará maratona de Londres a bordo de estação espacial

O astronauta britânico Tim Peake revelou hoje que irá participar na próxima maratona de Londres, mas que o fará a partir do espaço, a bordo da estação espacial internacional (ISS).

Tim Peake

Tim Peake

Reuters

"A partir do momento em que me confiaram a missão, pensei que seria genial correr a maratona de Londres a bordo da estação. É um acontecimento planetário, para lá das fronteiras do mundo", sublinhou o antigo piloto de testes de helicópteros, de 43 anos.

Tim Peake, que é o segundo astronauta britânico no espaço, a seguir a Helen Sharman (1991), deverá 'sair' a 15 de dezembro, a partir do Cazaquistão, a bordo da nave russa Soyouz e para uma missão de seis meses.

A corrida de Tim Peake acontecerá em simultâneo com os 37.000 participantes na prova terrena, com o astronauta a pretender cumprir os 42,195 quilómetros, num sistema em que estará 'aparelhado' e terá um ecrã da maratona junto a si.

"Vou poder ver-me a correr nas ruas de Londres, enquanto orbito à volta da terra, a uma velocidade de 27.000 quilómetros por hora", acrescentou o astronauta, que estará na missão espacial em representação da agência espacial europeia.

No currículo o astronauta conta, no entanto, com alguma experiência, depois de ter corrido em 1999 a maratona de Londres, com a marca de 3:18.50 horas: "não penso bater esse recorde a bordo. O sistema de arnês é uma contrariedade".

Em 2007, a norte-americana Sunita Lyn Williams correu o equivalente à maratona de Boston em 4:24 horas, também a bordo da estação espacial internacional (ISS).

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.