sicnot

Perfil

Mundo

FBI investiga tiroteio na Califórnia como ato de terrorismo

O FBI está a investigar o massacre da passada quarta-feira em San Bernardino, no estado norte-americano da Califórnia, como sendo um ato terrorista.

© Mike Blake / Reuters

"Estamos, a partir de agora, a investigar estes acontecimentos horríveis na hipótese de um ato terrorista. Temos provas que mostram que [os autores] fizeram uma minuciosa preparação", afirmou David Bowdich, um responsável do FBI em Los Angeles.

Em paralelo, uma agência noticiosa próxima do grupo extremista Estado Islâmico (EI) afirmou hoje que os autores do massacre eram "partidários" de um grupo 'jihadista'.

"Dois aderentes do Estado Islâmico atacaram o centro em, San Bernardino, na Califórnia, abrindo fogo no interior do local e matando 14 pessoas e ferindo mais 17 antes de se porem em fuga", indica a agência Aamaq.

Os dois atacantes, um casal de muçulmanos, foram de seguida mortos pela polícia. Diversos media norte-americanos referiram que a mulher terá jurado obediência no Facebook a Abu Bakr al-Baghdadi, o autoproclamado chefe do EI.

Com Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.