sicnot

Perfil

Mundo

Nove polícias egípcios presos por espancarem homem até à morte

Nove polícias foram presos na investigação sobre a morte de um homem espancado numa esquadra de Luxor, no sul do Egito, um país onde as autoridades são regularmente acusadas de abusos, disseram hoje fontes judiciárias citadas pela AFP.

© Amr Dalsh / Reuters


Entre os polícias presos, quatro são oficiais e cinco são agentes, todos eles suspeitos de terem participado ou terem espancado mortalmente, a 26 de novembro, um homem de 47 anos preso por razões desconhecidas num café na cidade de Luxor, conhecida pelos seus tesouros do antigo Egito.

As prisões ocorreram após o relatório dos peritos forenses que garantem que a vítima foi espancada de tal maneira no pescoço e nas costas que acabou por partir a espinha, noticiou a agência de notícias egípcia MENA.

No total, três tenentes, um capitão e cinco polícias foram colocados sob custódia, pelo menos quatro dias, por suspeita de "morte por espancamento e atos cruéis", disse à AFP uma fonte judiciária.

As prisões ocorreram três dias depois de o presidente Abdel Fattah al-Sissi ter advertido que "qualquer autoridade que cometer excessos será responsabilizada".

No final de novembro, o Ministério do Interior já havia prometido que o Estado iria exercer justiça "sem complacência" para com os polícias acusados de abusos.

No Egito, a polícia, mas também os serviços de inteligência, são frequentemente acusados pelas organizações de defesa dos direitos humanos de abuso, tortura ou de matar os detidos.

A revolta popular de janeiro de 2011, que aconteceu quando o presidente Hosni Mubarak estava no poder e na tradição da primavera árabe, surgiu quando circulou uma página no Facebook com o nome "Somos todos Khaled Said".

Este era o nome de um jovem egípcio preso num 'cyber-café' em Alexandria em junho de 2010 e que, em seguida, foi torturado até a morte pela polícia.

Para os manifestantes de Tahrir Square, as brutalidades da polícia tinham-se tornado um símbolo do regime de Mubarak.

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Ministro alemão elogia Centeno que está otimista com o futuro da Zona Euro
    1:13

    Economia

    Mário Centeno diz que a Zona Euro tem um futuro positivo pela frente e acredita que o grupo dos países do euro está alinhado num projeto comum. Declarações do novo presidente do Eurogrupo no final de um encontro com o ministro das Finanças alemão, em Berlim. Peter Altmaier deu Portugal como exemplo de sucesso e reconheceu que foi um erro dividir a Europa entre Norte e Sul durante os anos da crise.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC