sicnot

Perfil

Mundo

Nove polícias egípcios presos por espancarem homem até à morte

Nove polícias foram presos na investigação sobre a morte de um homem espancado numa esquadra de Luxor, no sul do Egito, um país onde as autoridades são regularmente acusadas de abusos, disseram hoje fontes judiciárias citadas pela AFP.

© Amr Dalsh / Reuters


Entre os polícias presos, quatro são oficiais e cinco são agentes, todos eles suspeitos de terem participado ou terem espancado mortalmente, a 26 de novembro, um homem de 47 anos preso por razões desconhecidas num café na cidade de Luxor, conhecida pelos seus tesouros do antigo Egito.

As prisões ocorreram após o relatório dos peritos forenses que garantem que a vítima foi espancada de tal maneira no pescoço e nas costas que acabou por partir a espinha, noticiou a agência de notícias egípcia MENA.

No total, três tenentes, um capitão e cinco polícias foram colocados sob custódia, pelo menos quatro dias, por suspeita de "morte por espancamento e atos cruéis", disse à AFP uma fonte judiciária.

As prisões ocorreram três dias depois de o presidente Abdel Fattah al-Sissi ter advertido que "qualquer autoridade que cometer excessos será responsabilizada".

No final de novembro, o Ministério do Interior já havia prometido que o Estado iria exercer justiça "sem complacência" para com os polícias acusados de abusos.

No Egito, a polícia, mas também os serviços de inteligência, são frequentemente acusados pelas organizações de defesa dos direitos humanos de abuso, tortura ou de matar os detidos.

A revolta popular de janeiro de 2011, que aconteceu quando o presidente Hosni Mubarak estava no poder e na tradição da primavera árabe, surgiu quando circulou uma página no Facebook com o nome "Somos todos Khaled Said".

Este era o nome de um jovem egípcio preso num 'cyber-café' em Alexandria em junho de 2010 e que, em seguida, foi torturado até a morte pela polícia.

Para os manifestantes de Tahrir Square, as brutalidades da polícia tinham-se tornado um símbolo do regime de Mubarak.

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".