sicnot

Perfil

Mundo

Nove polícias egípcios presos por espancarem homem até à morte

Nove polícias foram presos na investigação sobre a morte de um homem espancado numa esquadra de Luxor, no sul do Egito, um país onde as autoridades são regularmente acusadas de abusos, disseram hoje fontes judiciárias citadas pela AFP.

© Amr Dalsh / Reuters


Entre os polícias presos, quatro são oficiais e cinco são agentes, todos eles suspeitos de terem participado ou terem espancado mortalmente, a 26 de novembro, um homem de 47 anos preso por razões desconhecidas num café na cidade de Luxor, conhecida pelos seus tesouros do antigo Egito.

As prisões ocorreram após o relatório dos peritos forenses que garantem que a vítima foi espancada de tal maneira no pescoço e nas costas que acabou por partir a espinha, noticiou a agência de notícias egípcia MENA.

No total, três tenentes, um capitão e cinco polícias foram colocados sob custódia, pelo menos quatro dias, por suspeita de "morte por espancamento e atos cruéis", disse à AFP uma fonte judiciária.

As prisões ocorreram três dias depois de o presidente Abdel Fattah al-Sissi ter advertido que "qualquer autoridade que cometer excessos será responsabilizada".

No final de novembro, o Ministério do Interior já havia prometido que o Estado iria exercer justiça "sem complacência" para com os polícias acusados de abusos.

No Egito, a polícia, mas também os serviços de inteligência, são frequentemente acusados pelas organizações de defesa dos direitos humanos de abuso, tortura ou de matar os detidos.

A revolta popular de janeiro de 2011, que aconteceu quando o presidente Hosni Mubarak estava no poder e na tradição da primavera árabe, surgiu quando circulou uma página no Facebook com o nome "Somos todos Khaled Said".

Este era o nome de um jovem egípcio preso num 'cyber-café' em Alexandria em junho de 2010 e que, em seguida, foi torturado até a morte pela polícia.

Para os manifestantes de Tahrir Square, as brutalidades da polícia tinham-se tornado um símbolo do regime de Mubarak.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC